terça-feira, 30 de agosto de 2011

IDOLATRIA E SUPERSTIÇÃO

Texto de Cássio Abreu - Revista Brasil Cristão, ed. 07/2011


Jovem quem é o seu modelo?
Quem é o seu herói ou heroína? 
Quem serve de inspiração em sua vida? mas não responda ainda. Muitos talvez digam que  é um ator ou atriz, um cantor, uma banda, um personagem político, da história, ou alguém com estilo de vida diferente. Outros dirão que são seus pais, ou um parente ou amigo. Alguns poderão dizer que não seguem ninguém, que vivem de acordo com suas próprias convicções, o que é muito bom, desde que não seja autossuficiente. Existem também aqueles que, talvez inconscientemente, tem como ídolo o dinheiro, a fama, a posição social, o carro do ano, a roupa roupa ou a bolsa de marca, tal marca de cerveja, enfim tudo aquilo que possa colocá-lo em "destaque", "acima" dos outros "pobres mortais".

Para entender e mudar essa realidade precisamos saber o que acontece com a nossa sociedade. Você já ouviu falar em cultura de massa? Pensando de maneira simplificada, podemos entender que a cultura de massa transforma em produto agradável e necessário a todas as pessoas tudo o que pode gerar grandes lucros, como a música, a moda, o comportamento. A cultura regional, local é colocada de lado até mesmo hábitos e costumes estrangeiros em nosso meio. O negócio é vender e, para isto, cria-se a "necessidade" nas pessoas.

Você tem que andar na moda, ter carro zero, o celular que acabaram de lançar; ser o mais bonito, ter um corpo escultural , ser a mais charmosa e sexy. Você tem que ser o primeiro e o melhor de tudo. Então surgem os "ídolos" os "modelos" que "vendem", que devem ser seguidos. E todos nós, sem nenhuma crítica, seguimos esses modelos, seguimos a massa, nos sujeitando ao que nos empurram goela a baixo. Então criamos ídolos e crendices, e vivemos de maneira supersticiosa.

ÍDOLO - é tudo aquilo que é colocado como ser supremo. Pode ser um objeto que passa a ser venerado ou uma pessoa a quem atribuímos respeito excessivo. Passamos então, à idolatria, a cultuar essas pessoas, objetos ou idéias. (O ter, o prazer, o dinheiro, etc).

SUPERSTIÇÃO - é um sentimento "religioso" baseado no medo, na ignorância, que nos levam ao conhecimento a ao cumprimento de falsas crendices, a temer castigos se não cumprirmos tais exigências, e a confiar em "poderes" ineficazes. Passamos a acreditar em presságios ou adivinhações tiradas de fatos puramente casuais. É algo contrário à razão. O supersticioso acredita que certas ações (voluntárias ou não), tais como rezas, conjuros, feitiços, maldições, correntes de pensamento, maldições ou outros rituais, podem influenciar sua vida de maneira transcendental.

Ao contrário, a FÉ é a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos na ideia ou na fonte que a transmite. Falo aqui de Deus, na Bíblia, a palavra de fé transmite ideia, confiança e certeza: "A fé é o firme fundamento das coisas  que se esperam e a prova das coisas que não se veem". (Hb11, 1).

Segundo Romanos 10, 17, a fé vem do aprendizado da palavra de Deus.
Segundo o Catecismo da Igreja Católica, a fé "é a virtude teologal pela qual cremos em Deus e em tudo o que Ele nos revelou e que a Igreja nos propõe para acreditarmos, porque Ele (Deus) é a própria Verdade. Pela fé, o homem entrega-se a Deus livremente", e a não a qualquer ídolo ou superstição.

Então responda agora:
Quem você segue? quem é seu modelo? Quem é seu herói ou heroína? quem serve de inspiração em sua vida?
Mas responsa depois de ler e e meditar esta exortação de 1Cr 10, 14-17:
"Portanto caríssimos meus, fugi da idolatria. falo como a pessoas sensatas; julgai vós mesmos o que digo. O Cálice da bênção, que benzemos, não é comunhão no Sangue de Cristo? Uma vez que há um único Pão, nós embora sendo muitos, formamos um só corpo, porque todos nós comungamos deste mesmo pão."    

"Fugi da idolatria, porque, quem não  tem Deus, tem ídolos; quem não tem fé tem superstição" (Pe. Jean Batista E. Lacordaire, O. P.).  
      

     

     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, em breve será respondido.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.