sexta-feira, 16 de março de 2012

PASTOR SILAS MALAFAIA E AS VERDADES SOBRE EDIR MACEDO E A TV RECORD



O Pastor Silas Malafaia, pastor da igreja evangélica Assembléia de Deus, fala do próprio "colega" Edir Macedo, e lhe dá uma lição no ar. Silas é um pastor, que embora faça seus discursos de maneira até exaltada, é um homem sério e de coragem. Ele fala com coerência e como se diz: "pega onça pelo rabo".
As vezes me perguntam, mas você é contra as igrejas evangélicas?
Não! quem sou eu para criticar ou determinar o monopólio da palavra de Deus.
Entendo que como Igreja, a Igreja Católica Apostólica Romana é a única e verdadeira Igreja de Cristo, mas Jesus Cristo não está monopolizado a uma só Igreja, nem tampouco o Evangelho. E há muitas igrejas evangélicas cujos seus pastores são homens santos e honestos. Esse vídeo mostra a indignação do Pr. Malafaia por aquilo que ele vê como um escarnio, que Macedo e sua corja estão fazendo em nome de Deus. Mas que na verdade estão deturpando a obra de Deus para proveito próprio.
Não sou eu quem falo, o próprio Pr. Malafaia diz na gravação que o Edir Macedo está, não só enganando, mas, usando a sua Mídia, a Rede Record de TV para lucro, passando por cima da moral cristã, cuja, em todas imprensas e mídias das igrejas cristãs deveriam ser aplicadas, e mais, segundo o Pr. Malafaia ele está usando a obra de Deus, os dízimos e as ofertas para promover sua TV com violência e pornografia. "Sua TV é um lixo!" , diz o Pr. Malafaia. Sim! E não são poucas as denúncias de que Edir Macedo usa de falsas curas e estratégias para comover os fiéis e arrancar-lhes dinheiro, ao ponto de armar falsos milagres, falsas pessoas que se passam por possessos pelo demônio e falsos depoimentos para promover a IURD.


E mais, o Pr. Malafaia denuncia a concorrência desleal da TV Record para com as outras emissoras que não são sustentadas pelo dinheiro dos fiéis.    
O Pastor Malafaia chega a dizer que: Deus cobrará Macedo e sua corja pelo mal uso da palavra e da obra de Deus.
Na verdade, Edir Macedo, já tem um patrimônio que ultrapassa $2. 000.000 (dois milhões de dólares).
Não faz muito tempo em que um avião da IURD, que estava carregado de dinheiro não declarado, tentava sair do País e foi pego pela Polícia Federal, todos os noticiários da imprensa mostraram. 


Fico feliz que as denúncias contra a IURD chegam ao conhecimento público, para quem criticava tanto a Igreja Católica, (como até chutaram no ar a imagem de N. Sra. Aparecida), perseguiam os espíritas, (mas promoviam em seus cultos a tal sessão do descarrego, que é uma prática do candomblé), para eles só a IURD prestava, mas... que moral essa "igreja" tem para pregar a Palavra de Deus? Nenhuma! 

Espero que: os católicos que assistirem esse depoimento, possam acreditar mais e se conscientizar mais sobre a Igreja Católica e aprendam a dar mais valor à única Igreja de Cristo. Não dando crédito e nem sustentando esses "falsos pastores". Pois já vi muitos católicos por aí frequentando essas seitas, muitas vezes dando dízimos para elas, enquanto passam necessidades. Esses falsos líderes vão para o inferno, mas você católico que lê este artigo preste bem atenção: promovendo, ajudando essas falsas igrejas e seus líderes, você também está contra Nosso Senhor e também, assim como eles um dia prestar-lhe contas no dia do juízo. Portanto, cuidado!


CATÓLICOS! Aprendam de uma vez que:     

Na Igreja Católica Apostólica Romana, todo patrimônio da instituição não é do padre ou do bispo ou de tal congregação religiosa. E sim, da própria comunidade paroquial e diocesana. Todos os bens adquiridos são da Igreja, e o padre ou o bispo, quando saem, não podem levar nada consigo a não ser seus pertences pessoais. O carro (só se for dele), a casa, os utensílios sagrados, os móveis, tudo, tudo... pertence à paróquia e a diocese, consequentemente pertence ao povo católico. A Igreja Católica não promove o curandeirismo, nem anuncia um Jesus milagreiro. O Evangelho que anunciamos é para a salvação das almas. Também não pomos placas de "slogans" nos nossos templos, nem incentivamos em nossas rádios e TVs a violência, a pornografia e a concorrência desleal com outras emissoras.
Nossas rádios e Tvs são sustentadas com dinheiro de doações à parte que os fiéis dão exclusivamente para manter as instituições de mídias católicas, cujas são sem fins lucrativos. O Dízimo e as ofertas    que você católico dá, é destinado à manutenção da paróquia e da diocese, como: compra de hóstias, pagamento de funcionários, sustento dos sacerdotes (o pároco e o vigário), assistência aos movimentos de pastorais, pagamento de despesas: água, luz, gás, telefone, combustível e outros expedientes como: materiais de limpeza e higienização do templo, etc. Outras ofertas como a coleta das missões,(ajudam os missionários em todo mundo), o Óbulo de São Pedro, (que ajuda o Papa nas suas obras em todo mundo) e a coleta da Campanha da fraternidade, que de acordo com os tamas propostos ajudam um certa instituição ou programa social, como nesse ano, na área da Pastoral da Saúde. 
Na Paróquia em que você frequenta existe dois conselhos: o Conselho Administrativo Paroquial (CAP) (formado por pessoas da comunidade, junto de um advogado e um contador)  que ajuda o pároco a dar manutenção na paróquia. e o Conselho de Pastoral Paroquial (CPP), que ajuda o pároco na tarefa de evangelização dos paroquianos. Os gastos da paróquia passam primeiro pelo Conselho Administrativo, o pároco não pode usar o dinheiro à sua maneira sem a aprovação do conselho. Também na Diocese, existem esses dois conselhos, o bispo não pode usar o dinheiro à sua maneira. Os conselhos são normas descritas no Direito Canônico que é o livro que orienta (rege) a Igreja, (como um Código Civil).
Os fiéis que desejarem saber da prestação de contas da paróquia ou da diocese, devem procurar o chefe do Conselho Administrativo, diocesano ou paroquial, nada é escondido. Nas paróquias e na dioceses também é feito mês a mês o balancete final dos gatos e prestação de contas ao Conselho Administrativo.


COMO OS CASOS DE MILAGRES SÃO TRATADOS  PELA IGREJA CATÓLICA?

Com relação à fé dos fiéis, na instrução da fé, a Igreja Católica toma todo cuidado com relação ao reconhecimento de milagres e graças. Existem pessoas que, quando se tratam de uma milagre, por exemplo, são delegadas para investigar o possível acontecimento, dentro deste grupo nomeado pela Santa Sé, ou pelo bispo local, estão: médicos de várias áreas, cientistas, psicanalistas, além de sacerdotes que podem ou não ter doutorado na área científica, mas que  podem acompanhar a investigação. Milagres não acontecem todos os dias, graças sim, Deus nos concede na medida que precisamos, milagres demais, como vemos por aí, como acontece em certas seitas é fraude! Deus pode realizar um milagre sempre que desejar, mas toda hora e todo dia é mentira! As pessoas estão sendo enganadas. O milagre para ser milagre deve acontecer de imediato aos olhos de testemunhas. Um exemplo: Jesus não curava uma pessoa aos poucos, se fosse assim não seria milagre. Vou dar um exemplo: Quando Jesus curou o cego: O cego disse a Jesus:
"Se queres podes curar-me!"
Jesus disse: "Quero, fica curado!" e na mesma hora abriu-lhes os olhos e o cego enxergou. Outros casos você pode ler na Bíblia. 
A graça não, é diferente. Ela pode acontecer em um determinado tempo, ou de imediato se Deus assim o quiser. 
Porque digo isto?
Porque já vi em certas "igrejas" os pastores apresentarem pessoas doentes, ali se fez uma oração para ele ( até com boa intenção), depois de um certo tempo ele fica curado e aí se diz que foi um milagre, que muitas vezes não é, pode ser que Deus lhe deu a graça de se curar, mas com o auxílio médico.
Outros casos como libertação espiritual: a pessoa chega e aí o tal "pastor": tem alguém aí com dor de cabeça, ou dor no pé, ou na coluna etc? que se levante, vai ser curado! Muitas vezes os sintomas não são mais do que psicológicos e de repente com aquele entusiasmo a dor sai, isso acontece muito no pentecostalismo, (inclusive até na Igreja Católica), na verdade certas "libertações" são psicológicas, tem tudo para ser graça de Deus, claro porque não? mas não se trata de um milagre. Ou ainda uma  pessoa  que tem problemas psicológicos, se debate, cai no chão, muda de fala, baba, fala besteiras, isto não é possessão demoníaca, é caso para tratamento. Deus pode até curar aquela pessoa, claro que sim! mas é preciso tratamento, nem tudo é causa do diabo, como muitos querem atribuir.
Lembre-se: Milagre é uma cura inexplicável, que deve acontecer a vista de todos, ou por meio de uma graça  (com testemunho científico) de que, aquele mal ou aquela doença não poderia ser tratado pela ciência. 
O maior erro que já vi, e isto digo, quando certos "pastores" mandam seus fiéis abandonarem o tratamento, inclusive pessoas cardíacas, diabéticas, hipertensas ou com câncer na promessa de cura.


 A pessoa deixa de tomar os medicamentos, pioram seu estado de saúde e até morrem. Isto é um crime. Esses pastores que fazem isso deveriam ser presos por homicídio. Milagre acontecem? Sim! acontecem. Mas há três condições necessárias e indispensáveis para ele acontecer:


1) Necessita da aprovação de Deus, como está descrito no Pai-Nosso: "Seja feita a vossa vontade". 2) Necessita de fé,e fé é: confiar, depender e acreditar em Deus.
3) O milagre deve servir para: a) mudar seu relacionamento com Deus e o próximo, b) Discernir e melhorar a nossa fé. (De nada vale receber uma graça ou um milagre se ele te servir no momento, mas, depois afastar a pessoa de Deus e conduzir à condenação, por isso é que Deus não faz certos milagres e não atende certos pedidos). Daí pode se perguntar:


Deus esqueceu de mim, onde está Deus? quanto que a pergunta deveria ser diferente: Onde estava eu quando Deus precisou de mim?... ateado nas preocupações, longe da prática do Evangelho, nas drogas, no jogo...na idolatria, etc.
       
Outra mentira maior ainda é: dizer aos fiéis que o cristão não precisa passar pelo sofrimento. Ora isso é uma mentira deslavada! Sendo que Deus não poupou seu filho de morrer crucificado, ou seja de sofrer. Deus não quer que passemos pelo sofrimento e fiquemos nele, Ele deseja que o sofrimento sirva para nos educar no corpo e na alma.


O sofrimento, para muito santos(as) foi um caminho um meio pelos quais se aproximaram mais de Deus pela sua Paixão. Nos Atos dos Apóstolos está a prova: quando os Apóstolos sofriam dores e perseguições por causa de Jesus e do Evangelho. Se puder leia os Atos e comprove.


Esse negócio de dizer que o sofrimento não provém de Deus deve ser melhor entendido caso a caso. Deus não quer que sofremos, isto é verdade, mas quando Ele nos permite sofrer não é despropositadamente, tem um significado... Na vida de muitos santos foi assim! A vitória e a esperança de vencer os sofrimentos da vida está em um só grande milagre, a Ressurreição de Jesus.


Jesus não parou no sofrimento ele venceu os tormentos físicos e a morte. E São Paulo nos diz que se morremos com Cristo com ele ressuscitaremos. Pois Ele é a ressurreição e a vida!  e  em outra passagem São Paulo nos afirma que o que nos causa maior sofrimento é o pecado, e é por graça que somos curados. O profeta Isaías também disse: "Por suas chagas fomos curados!" - e as vezes esquecemos de que Deus não nos pede nada em troca da felicidade. O maior milagre que Jesus fez por nós foi a salvação, isto é, a graça ser salvo do pecado.
O sofrimento faz parte da vida humana, o que não podemos fazer é permanecer nele. Mas o sofrimento nos educa para uma melhor relação com Deus e as pessoas.


Na verdade, hoje em muitas denominações evangélicas há um grande erro, a fome por dinheiro. Por dinheiro fazem de Deus um empregado que tem que curar as pessoas à força, determinam curas e expulsam do tais "demônios" que não passam de uma doença psíquica ou ainda melhor, inventam coisas do tipo, como visões, vozes, alucinações, coisas que são distúrbios psíquicos ou emocionais, ou ainda sintomas depressivos, que os tais "pastores" dessas igrejas dizem ser possessões demoníacas, como se o diabo também não tivesse o que fazer.


Então desesperadamente, para conseguir mais e mais dinheiro para bancar suas regalias, a IURD não tem limites. E bem sabemos que num passado não muito distante, os protestantes acusavam os católicos porque vendiam relíquias, indulgências, ou porque, benziam lenços, flores, sal etc.
Hoje é o contrário, são eles que entregam " rosas bentas em seus cultos", sal, lenços, nas tais "sessões do descarrego", aliás um termo muito usado no espiritismo.  
Mas... se eu não estou errando, não foram eles que criticavam tanto os católicos por utilizar algum elemento do paganismo nos cultos católicos?... nos criticavam diziam que isso era errado! e porque agora estão copiando a mesma coisa? Ah! mas aí tem, tem o dinheiro! para atrair os desesperados por milagres, porque não tem coragem de lutar pela vida, vão atrás da cura que eles julgam oferecer em nome de "Jesus", para depois cobrar seus altos dízimos, e depois comprar seus aviões, carros de luxo, seus apartamentos e sustentar suas famílias com o dinheiro dos fiéis, suas empresas de TV e o pobre que se dane. Mentira? Não! quem assistiu o vídeo sabe que eles ensinam os pastores a roubar.
Então meus amigos cuidado, "milagre demais, até o santo desconfia!",  já diz o ditado.       
              

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, em breve será respondido.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.