sábado, 27 de agosto de 2016

OS CRISTÃOS DEVEM GUARDAR O SÁBADO OU DOMINGO?

        Porque nós cristãos não guardamos o sábado e sim, o domingo?

     




Certamente você católico já viu que algumas seitas protestantes que guardam o dia de sábado como o dia da santificação. 

Mas a pergunta é: nós cristãos devemos guardar o sábado como o "dia do Senhor" ou o devemos guardar o domingo como o "dia do Senhor"? 

A Igreja Católica Apostólica Romana, ensina que o "Dia do Senhor" é o domingo. No no art. 1, diz: Ouvir (ou participar) da Missa inteira nos domingos e dia santos de guarda. Por que a Igreja estabeleceu este dia? 
Porque ela tem todo fundamento bíblico para isto. 

As seitas que guardam o sábado são aquelas que ainda seguem as Leis do Antigo Testamento e acusam a Igreja Católica de estar errada por guardar o domigo como do dia do Senhor

Para justificarem dizem que isto foi invenção da Igreja Católica na época do Império Romano, quando  a  Igreja Católica foi declarada a  como religião oficial. E que esse dia era para substituir a festa do deus romano que era festejado do domingo. Pura mentira daqueles que são acusadores da Igreja. 

Porque já nos primeiros anos do cristianismo a Igreja sempre estabeleceu e guardava o domingo como o "Dia do Senhor.

A Igreja Católica é a mesma Igreja de Jesus, fundada por ele. Ela segue criteriosamente toda a tradição deixada pelos Apóstolos desde o início.

Vamos esclarecer a verdade para que não haja nenhuma dúvida sobre porque nós cristãos católicos guardamos o domingo:

As seitas que guardam o sábado são as chamadas "seitas judaizantes". Ou seja, estas seitas estão dentro do cristianismo, mas, seguem a Lei de Moisés. Eles dizem: "Foi a Igreja Católica que inventou isso... que se deve guardar o domingo!"

Sim, em parte é verdade. Foi ela mesma. Não da forma como eles acham que foi. Não foram os Apóstolos, nem Pedro, nem os bispos, nem os santos padres que inventaram que o domingo seria estabelecido como dia de santificação. Foi o próprio Cristo em pessoa. Ele sendo o Cabeça da Igreja instituiu o domingo como o dia de santificação. Assim está determinado e alicerçado na Sagrada Escritura, que: desde o Antigo Testamento o "guardar o sábado" seria substituído pelo domingo. 

Quem inventou a ideia de guardar o sábado dentro do cristianismo  foram as igrejas protestantes, principalmente as adventistas. Essas seitas foram as principais acusadoras da Igreja, promovendo-lhe falsas acusações e as demais copiaram e assim até nos dias de hoje. 

A Igreja Católica é a mesma Igreja primitiva conserva toda doutrina e os costumes dos Apóstolos. Quem disse que a Igreja foi inventada no Império Romano, que o papado foi invenção de Roma no tempo de Constantino o Imperador, estão cegos espiritualmente e historicamente. Essa é mais um falsa acusação dos protestantes. Em Mt16, 18; Jesus  disse para Pedro: "E sobre esta pedra (Pedro) edificarei a minha Igreja". Jesus fala claramente que à partir de Pedro seria construída uma Igreja Ministerial e espiritual. E que essa Igreja teria uma hierarquia que partiria de Pedro.    

O nome "Romana" foi acrescentado sim, quando a Igreja Católica transferiu sua sede de Constantinopla para Roma. Mas, até para se tornar uma religião oficial do Império ela já tinha que existir antes. A única diferença é que ela deixou de ser perseguida. Os bispos, o papa, os padres já existiam porque ela vem desde os tempos apostólicos, desde Jesus.

Para quem não acredita, ou tem dúvida, vamos ler na Bíblia. No início do Livro Apocalipse está escrito às sete igrejas do Oriente, delas, as duas que perseveraram na fé foi Esmirna e Filadéldia. Essas duas foram até elogiada pelo próprio Senhor Jesus. O autor do Apocalipse quando se refere ao termo "Igrejas", não está se referindo às denominações cristãs que existem hoje. Por quê?
É obvio! As denominações cristãs surgiram 1500 anos depois com a Reforma protestante. Então, logicamente em Apocalipse Jesus se referiu a uma só Igreja como um todo. Essas comunidades formavam uma só Igreja. Quem é essa Igreja se não existiam outra? É Igreja Católica. Aliás, a palavra católica quer dizer "uma só em todo mundo", como Jesus manda lá em Mt28, 19 "Ide por todo mundo e pregai o evangelho".

A Igreja de Esmirna, tinha seu bispo. Era Policarpo (69-155 d.C), São Policarpo como o chamamos hoje. Ele assim escreveu:

"A Igreja de Deus que peregrina em Esmirna, a Igreja de Deus que peregrina em Filomenion e à todas as Paróquias da Santa Igreja em todo mundo".

Logicamente quando São Policarpo escreveu a introdução de sua carta a Igreja ainda era muito perseguida. Logicamente  vê-se que a Igreja Católica não poderia ser invenção romana como os protestantes acusam, mas sim, ela é a mesma Igreja fundada por Jesus Cristo em Pedro. Hoje sob o governo do sucessor de Pedro. Ininterruptamente sem quebra do papado, até chegar hoje no Santo Padre o Papa Francisco.  

Ela já era perseguida pelos seguidores das seitas judaizantes. Como acontece hoje. Mas quem são essas seitas judaizantes? São aquelas que dizem seguir o Cristo mas, seguem a Antiga Aliança, a lei de moisés. Dizem ser judeus mas não são.

Em Ap2, 9 - na carta à comunidade de Esmirna Jesus disse: "Conheço a tua tribulação e a tua pobreza, mas és rico e és caluniado por aqueles que se dizem judeus e não são; mas são a sinagoga de satanás". Palavras fortes de Jesus.

Todos aqueles que perseguem a Igreja Católica, são chamados por Jesus "sinagoga de satanás".
Esses que dizem ser judeus e não são; as seitas não judaicas ou judaizantes, inclusive as de hoje. 

A Lei Antiga era somente para o povo de Israel, os judeus. Em Dt 8, 4 - diz que que ela não serve para nenhuma outra pessoa fora do judaísmo.

Logicamente as seitas que seguem o judaísmo estão enganando a si mesmas. Não estão seguindo Jesus porque seguem as leis antigas, embora afirmem o contrário. 

Rm10, 4 diz: "O fim da Lei (de Moisés) é Jesus Cristo". Jesus mudou toda a Lei. 
Aí essas seitas acusam a Igreja dizendo que a Igreja mudou os Mandamentos. Ora! quem mudou os Mandamentos e instituiu uma nova aliança foi Jesus, não foi o papa e os bispos.  
A Lei de Moisés, inclusive a guarda do sábado durou até a Morte de Cristo na Cruz.

Para as seitas, Jesus não mudou os Mandamentos, o que mudou foi a Lei cerimonial, o resto continua do mesmo jeito. Não! são mentirosos. Estão completamente enganados.

Jesus mudou toda a Lei. Incluindo todos os Mandamentos e os preceitos também. E como sinal, o véu do Templo foi rasgado. (Mc15, 38) Significa que Jesus naquele momento na Cruz separou a Lei,  é a Nova Aliança no Sangue de Jesus. É o que vale agora, nada mais.

Ef2, 15 diz: "Anulando em seu corpo a Lei dos Mandamentos expresso em ordenanças". Acabou! a Lei de Moisés não serve para nós cristãos. Jesus a findou no Calvário. Jesus veio e cumpriu todos os Mandamentos conforme Deus tinha ordenado. O termo cumprir na Bíblia, significa "terminar". E por isso Jesus nos deu um Mandamento novo. Jo13, 14: "Eu vos dou um novo Mandamento, que vos ameis uns aos outros como eu vos amei!"
Ap21, 5 diz: "Jesus renova todas as coisas".     

Pelo Sangue de Jesus Cristo, temos uma Nova Aliança, um novo Mandamento. 

No Novo Testamento O domingo é o dia do Senhor.
Todos os Apóstolos e os primeiros cristãos guardavam o domingo, santificavam o domingo. Para provar a verdade vamos ver na Bíblia:

Os guardiões do sábado perseguiam a Igreja por causa disso. 
Jesus disse em Jo5, 17 "Meu Pai trabalha todo dia e eu também trabalho". 
Em Mt 12, 2 - os fariseus condenaram Jesus porque Jesus e os Apóstolos não guardavam o sábado; mas eles eram de coração duro e não entenderam que Jesus, o Filho de Deus, que é o Senhor do sábado estava no meio deles. E ao mesmo tempo essa passagem é uma prefiguração do que Jesus faria na Nova Aliança. Jesus estava mostrando o que ele queria que a sua Igreja fizesse depois de sua morte e ressurreição. Disseram eles:

"Olha que teus discípulos estão fazendo o que não lhes é permitido no dia de sábado". Qual foi a resposta de Jesus?
"O sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado. Portanto o Filho do homem é o Senhor também do sábado." (Mc 2, 27-28) - palavras fortes de Jesus, não é? 

Se Jesus é o Senhor do sábado, eles poderiam fazer o que quisessem no sábado que não estavam descumprindo a Lei de Moisés. Na verdade, em outras palavras entendemos as palavras Jesus assim: "Quem é maior: a lei de Moisés ou a Lei de Jesus?"

Moisés foi um grande profeta, mas era um simples homem. Jesus é Deus, filho de Deus e maior que toda a Lei, ele é o Senhor de tudo.

Como é que as seitas afrontam Jesus guardando o sábado?  


COMO ERA FEITA A SANTIFICAÇÃO DO SÁBADO NA ANTIGA ALIANÇA

Era feita com sangue de animais, um bezerro ou um cordeiro. Os sumo-sacerdotes do Antigo Testamento sacrificavam os animais e com o sangue desses animais aspergiam o povo em sinal de purificação dos pecados.

Segundo a Bíblia, Deus se cansou disso, isso não adiantava nada. Não tinha efeito algum para Deus. Porque nem o homem, nem criatura alguma pode salvar a sim próprio da culpa do pecado. Era preciso muito mais que o sangue de animais para salvar a humanidade. Na Bíblia está escrito que "todos pecaram e estavam privados (impedidos) da glória de Deus!"    

Foi por isso que Jesus veio e aboliu essa Lei. Porque Deus já estava cansado de ver sangue de animais sendo derramado em vão e da fumaça dos sacrifícios.

Na Nova Aliança Jesus é o Cordeiro de Deus, justo e imaculado. Que se derramou em sacrifício e seu sangue derramado na Cruz nos salvou. A Nova Aliança foi feita, selada, no Sangue de Jesus

Como os primeiros cristãos guardavam o domingo?
Em Ap1, 10 São João diz: "No dia do Senhor, fui movido em espírito" em outras Bíblias está "no domingo fui movido arrebatado em êxtase". Na tradução da Bíblia, chamada de Vulgata, de São Jerônimo, em latim se lê a mesma passagem: "Dominica die". Dia de domingo.

Então domingo é o dia do Senhor. A coisas principais, as aparições de Jesus, as cerimônias importantes, tudo acontecia no domingo. 

A guarda do sábado como disse, era feita com o sangue de animais. Só pode guardar o sábado se fizer aspersão pelo pecado com sangue de animais porque uma coisa está ligada a outra. 

IICr2, 4 e Ez4, 5-17; ICr23, 9 - em todos estes no Antigo Testamento, a guarda do sábado está associada ao sacrifício de animais. Ao holocausto de animais pela expiação pelo pecado.

Veja uma coisa interessante dessas seitas judaizantes:

Como é que elas guardam o sábado sem fazer o sacrifício de animais? A Lei é clara: não basta só guardar o sábado, isto é, tem que cumprir toda lei, inclusive com o ritual do sacrifício.

Não pode haver separação dessas duas coisas e quem o fizer está sob maldição. Isso desmonta claramente o argumento dos protestantes que dizem que Jesus a Lei que foi mudada por Jesus no Calvário foi apenas cerimonial e portanto, prevalece as normas antigas.  Mas, São Paulo é claro, ele diz que essa anulação é para toda a Lei: 

Gl3, 10 "Todos quantos pois são das obras da lei estão debaixo de maldição, porque está escrito: Maldito aquele que não permanece em todas as coisas escritas no livro da lei para praticá-las"

Ou seja, se você guarda guarda o sábado é obvio que vai ter que fazer sacrifícios de animais, o sangue de Jesus a Nova liança não lhe serve, porque quem guarda o sábado deve cumprir toda a lei ou será maldito. 

O Sangue de Cristo é a Sangue da Nova Aliança. 
Outra tática usada pelas seitas para justificar o guardamento do sábado é dizer que Jesus cumpria toda lei.


Como vimos antes o termo cumprir significa realizar. Se uma pessoa realiza uma tarefa, por exemplo, pagar uma conta no banco, para outra pessoa, logicamente ela já cumpriu então não precisa ninguém ir lá pagar a conta novamente, pois a tarefa já foi realizada por quem você mandou. Jesus, tendo cumprido a Lei, não vai morrer de novo. O que ele fez vale pela eternidade. Isto é ele cumpriu as Escrituras. 

Em Ef2, 15; é bem claro, Jesus cumpriu toda a Lei por nós. Nós cristãos não estamos sob a Lei de Moisés. E sim sob a Lei de Cristo na Nova Aliança.

Vamos ler na Bíblia como os Apóstolos guardavam o domingo como o "dia do Senhor", principalmente a Assembléia de reunião eucarística era realizado no domingo. Sim naquela época a Santa Missa não era chamada assim. Somente mais tarde com a reformulação da Liturgia é que o termo "Missa" foi utilizado para significar a reunião da Assembléia para celebrar a Eucaristia. Também chamado no livro dos Atos dos Apóstolos de "Fração do pão"

Havia assembléia todos os dias como acontece hoje na Igreja. Não mudou nada. A Igreja primitiva sendo a mesma hoje não mudou seus costumes eles permanecem intactos, o que houve foi uma reformulação d modo como se celebra a Eucaristia para ganhar um sentido ainda maior.

At20, 7 - "No primeiro dia da semana cada um de parte em casa conforme sua prosperidade e vai juntando para que faça coletas quando eu for". 

Tudo era feito no domingo. Inclusive as coletas para as obras de caridade e manutenção do culto.

Porque na Nova Aliança o dia da santificação era o domingo e não o sábado?
Porque no AT, o sábado era memorial da criação. No NT o dia de domingo é o memorial da Nova Criação em Jesus.

Na Nova Aliança o domingo é o memorial da Salvação. Da ressurreição de Jesus. Em Jesus se fez uma nova criação. A Bíblia diz que antes todos, pelo pecado estavam privados da glória de Deus. Ninguém entrava no Céu. Quando Jesus morreu na Cruz, pelo seu sacrifício, pela Nova Aliança no seu sangue todos nós nos tornamos Filhos de Deus e herdeiros da graça, do Céu. Essa regeneração da criatura humana quem fez foi o Espírito Santo. 
Nos momentos que o Espírito Santo se manifestou foi no domingo.

Jesus tendo ressuscitado apareceu num domingo à tarde aos Apóstolos, soprou sobre eles e disse: "Recebei o Espírito Santo..." Jo20, 22 - Se lermos um pouco antes nos verso 19 desse mesmo capítulo o texto diz: "Ao cair da tarde daquele primeiro dia da semana..." (domingo) que Jesus apareceu. 
Quando Jesus ressuscitou foi no domingo, na madrugada do primeiro dia da semana. Mc16, 9. 

Jesus estabeleceu o domingo como o "dia do Senhor", como seu dia. Como podem as seitas guardarem o sábado e ainda dizerem que são seguidores de Jesus? É obvio que eles falam de Jesus  mas não vivem, não praticam suas leis.
Porque todas elas de modo geral estão apegadas ao Antigo Testamento esquecendo-se que nós não pertencemos a Antiga Aliança.

Inácio, (80-90 d.C) dizia: "Por isso os que criaram na antiga ordem das coisas, vieram a novidade da esperança; não guardando o sábado mas vivendo segundo o domingo em que amanheceu a nossa vida".

Portanto quem estiver na Lei antiga está negando o próprio Cristo. Negam o calvário e a Salvação dada por Jesus. 

A descida do Espírito Santo no dia de Pentecostes foi num domingo. Pentecostes vem do termo penta, que quer dizer cinquenta. Se refere à "festa das semanas" onde os judeus celebravam em agradecimento pela colheita. Foi nesse dia que o Espírito Santo desceu sobre os apóstolos no cenáculo.  Achava-se ali, segundo narra Atos2, muitas pessoas, de todos os lugares para a realização da festa das semanas. Então Pentecostes para nós cristãos não significa a festa das semanas mas o dia da descida do Espírito Santo. O livro dos Atos dos Apóstolos não fala que Pentecostes aconteceu num domingo. Então como sabemos que foi esse dia? 
Em Levítico 23, 15-16 diz que o dia de Pentecostes é um dia depois do sábado. Ou seja, o domingo.  

Quem guarda o sábado está debaixo da Lei antiga, nega a Nova Aliança feita no Sangue de Jesus. 
Esses que guardam o sábado usam o nome de Deus para proibir alimentos. Outra prática  dos que dizem ser judeus e não são.
Em Deuteronômio 12 Deus proíbe certos alimentos para o povo Israel. Mas em Deuteronômio 14 Deus diz que o estrangeiro pode comê-los. Alimentos com sangue, etc. Inclusive os Testemunhas de Jeová as proíbem, porque é outra seita judaizante, fazem parte do grupo dos que dizem ser judeus e não são.

Em Atos 15; no primeiro concílio da Igreja, é liberado aos cristãos comer qualquer tipo de alimento. Pois, tudo que Deus fez é puro. 

O grande problema das seitas é querer obedecer leis que Jesus não mandou fazer. Porque todas as normas, mandamentos e preceitos da Igreja Católica passa primeiro por um profundo estudo bíblico. E depois, os bispos reúnem em concílios e declaram como verdade de fé, ou norma canônica. Eles não inventam nada que está fora ou e desacordo com a Bíblia.

Gl 2,21; mostra uma coisa grave de quem guarda o sábado. Eles se justificam pelo Antigo Testamento, mas veja o que diz o texto: "Não menosprezo a graça de Deus; mas, em verdade, se a justiça se obtém pela lei, Cristo morreu em vão. Cristo nos resgatou da maldição. (Gl3, 13)

Segundo o autor, o cristão não pode seguir a lei antiga, se ele crê e a observa como prática da justiça, ele nega a Nova Aliança. E por isso nega a própria salvação. E guardar o sábado é uma prática da Lei de Moisés. 

Logo, quem guarda o sábado sem o sacrifício de animais está sob maldição (Gl3, 10). O sábado está para o sangue de animais como o domingo está para o Sangue de Cristo. A guarda do sábado era feita para expiação dos pecados com sangue de animais - Antiga Aliança.
Na Nova Aliança, é Jesus que pelo seu sangue nos lavou de todo pecado.
A santificação do domingo está na expiação e santificação pelo sangue de Cristo nosso único Salvador.

Como então os protestantes podem guardar o sábado? Como podem dizer que seguem a Jesus Cristo e negam o seu dia de santificação vem como seu sacrifício na Cruz?

Em Hb9, 19; quando Moisés terminou de proclamar todos os Mandamentos da Lei a todo o povo, levou o sangue de novilhos e de cabritos, também água, lã vermelha e ramo de hissopo e aspergiu o próprio livro da Lei e o povo. 

Na Nova Aliança Jesus é o Cordeiro de Deus, tendo ele mesmo derramado seu sangue, aspergiu todo o povo da Nova Lei, livrando-nos da maldição do pecado e da morte eterna, estabelecendo conosco uma Nova Aliança. Pois Jesus é o sacerdote, o altar e o Cordeiro puro, santo e imaculado.
Jesus pode tudo, ele é Deus, o Filho de Deus e assim o fez. 

Jesus veio para cumprir toda Lei quando morreu na Cruz. A palavra cumprir na Bíblia tem um significado mais amplo que no dicionário. Jesus estabeleceu uma nova Lei. Selado com seu sangue. Lá em Apoc5, 1-10 diz que Jesus é o único que pode abrir os selos porque ele é o Leão da tribo de Judá, aquele que trouxe a salvação com seu sangue a todos os povos, e dele fez um novo reino de sacerdotes. Cristo fez tudo novo. Uma nova nação.

A Igreja desde os primórdios guardou o domingo como o dia do Senhor. Na Epístola de Barnabé - nos anos 70-120 d.C: "Portanto nós guardamos o oitavo dia para celebrar".

Didaqué: (entre 70-110 d.C) diz: "Reunidos a cada domingo para partir o pão de graças". Como a Eucaristia celebrada por São Paulo. (At26, 7)

Deus já tinha prometido acabar com a guarda do sábado.
Os2,11 - ou 2, 13 - Deus diz claramente "acabarei com a guarda do sábado" - Is1, 13 - Deus promete que vai acabar com a guarda do sábado. "De nada serve trazer oferendas, tanto horror da fumaça do sacrifício, as luas novas, os sábados".  

Quem inventou a guarda do sábado entre as seitas judaizantes foi um dos fundadores da Igreja Adventista. Uma mulher chamada Elen G. White.

Essa mulher se intitulava ser o próprio Jesus. Vejam que ousadia. Foi ela quem também inventou que Jesus voltaria à partir de 1800 e Jesus não voltou. Depois, todos viram que era mentira, uma farsa. Só Jesus é a verdade. 

Essa mulher pegou uma passagem de Hb1, 1-2, onde diz que no AT Deus falava pelos profetas,  hoje fala através de seu Filho Jesus, ela substituiu o no final onde está escrito "Filho" pelo seu nome.

Assim ela diz em seu livro, substituindo o que diz em Hebreus: "Como Deus falou no AT testamento pelos profetas, hoje fala través de Elen White". Se intitulando ser ela mesma o próprio Cristo. Heresia e blasfêmia.

Então meus amigos, caros leitores. Se nós queremos ser cristãos de verdade não podemos seguir a Lei antiga. devemos seguir a Jesus que nos deixou o dia de domingo como  sendo o seu dia. Devemos guardar o domingo como estabeleceu Jesus e não o sábado.

Somente Jesus é a verdade. A Igreja de Jesus é uma só, quando saímos dela corremos o risco de nos perder, porque fora da Igreja única e verdadeira não há salvação.
Jesus quer que sejamos cristãos verdadeiros. Não aqueles tipos de cristãos que vão à igreja em busca de milagres. Mas que praticam com seriedade o Evangelho.

"Que crê em mim terá a vida Eterna, diz Jesus". (Jo11, 25); Jesus é o caminho, a verdade e a vida. Como ele mesmo disse, sem Jesus nada podemos fazer. Isso implica que estar desligado do seu Corpo místico que é a Igreja para seguir as seitas é correr o risco de perder a salvação. Quando Jesus disse que sem ele nada podemos fazer, sem ele e sua Igreja porque Jesus é o cabeça da Igreja. Sem Jesus e sua Igreja nada podemos fazer. Não existe salvação. Foi para isso que Jesus a fundou. Para que enquanto peregrinos neste mundo possamos, com ele, na sua Igreja chegar à plenitude do Céu. Ao encontro definitivo com Deus.

Antes de seguir essas seitas, pense duas vezes. Pense no que você vai perder. 
Dirá, ah! mas lá se faz muitos milagres, pregam muito bem de Jesus. Sim, é verdade. O diabo também faz milagres. O diabo nunca fala mal de Jesus. E todas as vezes que tentou Jesus citou os salmos. O diabo conhece bem a bíblia, melhor que qualquer um de nós. Por isso não se engane.
Hoje o que mais vemos são as seitas se propagarem talvez isso acontece pela culpa de católicos relaxados, aproveitadores que tratam a Deus como um comerciante e Jesus como milagreiro. 
Tome cuidado, porque Jesus mesmo disse que, aquele que quiser tudo neste mundo vai ter. Mas, perderá no Céu a sua alma. (Mc8, 36) 

Você católico que está pensando em deixar a verdadeira Igreja de Cristo para seguir as seitas. Pense bem! 

Saiba que você estará indo para sinagoga de satanás. Sim. Jesus como Deus já sabia que um dia isto ia acontecer. A palavra de Deus é atual e está se cumprindo. Somente quem perseverar até o fim será salvo.

Os Apóstolos várias vezes escreveram que os falsos pastores que surgiriam. 

No livro do Apocalipse é Jesus mesmo que chama aquelas igrejas que não viviam o evangelho, e hoje se dirige as futuras seitas de sinagoga se satanás. Por quê?

São eles que não santificam o domingo, que exploram a fé das pessoas cobrando dízimos e trízimos, comprando fazenda, vendendo falsas prosperidades. São eles que difamam a Igreja, o santo Padre e os santos da Igreja. São eles que acusam a Igreja de idolatria, que blasfemam contra a Virgem Maria e dizem que ela é uma mulher qualquer. São eles que vendem milagres e prosperidade. São eles que adoram o deus dinheiro e dizem que servem a Jesus mas não cumprem suas leis.

Saiba você, que essas seitas surgiram de um profundo egoísmo. Seus fundadores não estavam interessados em mudança. Cada um tinha um interesse particular. Sabemos que houve um tempo negro na história da Igreja. Mas, se esses reformadores estivessem interessados em reformar realmente a Igreja, lutariam ao lado dela unidos ao seu Corpo para que ela fosse melhor. No entanto separaram-se do único Corpo de Cristo, cada qual para satisfazer a si mesmos deixando o Coração de Jesus ainda mais machucado

Lutero, nunca pensou em ser padre de verdade, entrou no convento porque por inveja tinha cometido assassinato contra seu companheiro de classe, para escapar da justiça buscou abrigo e proteção da Igreja. 

Henrique VIII, rei da Inglaterra, porque vivia em adultério e queria divorciar para casar novamente, o Papa negou, porque o casamento católico é indissolúvel por ordem de Jesus. Então ele se revoltou e fundou uma seita onde ele mesmo seria o chefe e poderia fazer o que bem entender.

Outros ainda por causa o iluminismo, (pessoas influentes que pregavam que o uso da razão devia era superior ao emprego da fé), esses eram contra a Igreja e achavam que a Igreja era contra o progresso e defendiam o livre exame da Bíblia, que é proibido fazer.  

E assim tantos outros. Hoje o que acontece? Um "pastor" discorda com sua igreja mãe e cria outra para si, para atender suas necessidades. Não tem união, cada um vive para si conforme o que lhes manda na cabeça. Se dentro de uma Igreja a palavra de Deus significa uma coisa, em outra é interpretada de outra forma, segundo o desejo de cada fundador. 
Para piorar a situação fazem das suas igrejas uma casa de comércio, cada uma com um nome diferente, vendendo ilusões. São as sinagogas de satanás. São igrejas onde a caridade é a do dinheiro, que fala mais alto. Quem der mais tem mais prestígio com Deus. 

Meus caros irmãos em Cristo, Jesus disse uma coisa muito importante:
"Aquele que põe a mão no arado e olha para trás, não é apto para o Reino de Deus!" (Lc9, 62)
Se você, católico, pensa que deixando a verdadeira Igreja de Jesus, estará fazendo uma boa troca, saiba que não será digno do reino de Deus. Porque Jesus disse assim:
"Quem vos ouve (se referindo à Igreja na pessoa dos apóstolos), a mim ouve. Quem vos rejeita, rejeita a mim e aquele que me enviou."  Lc 10, 16.    

            
  


         

domingo, 21 de agosto de 2016

A HERESIA DO ARREBATAMENTO PRE-TRIBULACIONISTA E O MILÊNIO OU MILENISMO

        Essa falsa doutrina do pré-arrebatamento tribulacionista (ou tribulacional) surgiu nos E.U.A, entre as seitas protestantes pentecostais e está se alastrando pelo mundo, inclusive até mesmo dentro da Igreja Católica Apostólica Romana há alguns que a defendem contrariando o próprio Credo de Niceia que afirma que Jesus Cristo virá uma só vez.  


        Três teorias  sobre o momento do Arrebatamento surgiram:

  1. Pré-tribulacionismo (a crença de que ocorrerá antes da Tribulação)
  2. Mesotribulacionismo (a crença de que ocorrerá na metade da Tribulação) 
  3. Pós-tribulacionismo (a crença de que ocorrerá no final da Tribulação). 


          Por que é uma falsa doutrina?

        É falsa doutrina porque prega justamente o contrário do que nos diz a Sagrada Escritura. Entra em contradição com tudo que Jesus e os Apóstolos dizem sobre o verdadeiro arrebatamento.
        Aqui vamos explicar o que é o verdadeiro arrebatamento e como não podemos nos deixar enganar pelas falsas doutrinas. 
         O falso arrebatamento pré-tribulacionista que o protestantismo ensina é falso porque ensina que Deus arrebatará os escolhidos sem passar pela tribulação. 
       
      Segundo a Bíblia, podemos afirmar que isso é uma mentira, porque ela fala claramente e os eleitos passarão pela tribulação, como próprio Jesus Cristo passou. Só que: como Jesus venceu a tribulação e a morte, os eleitos também passarão e vencerão. 

   Para justificar a falsa doutrina, os protestantes afirmam que Deus não deixa padecer os que foram escolhidos. Mas, o que Jesus disse? "Se alguém quiser me seguir renuncie-se a sim mesmo, tome sua cruz e siga-me!" (Lc 9, 23) - Tomar a cruz é justamente padecer com cristo as tribulações e seguindo-o, vencê-las.

       Esse arrebatamento pré-tribulacionista prega que haverá três vindas de Cristo. Segundo eles, Jesus vai voltar e vai levar uma parte dos eleitos será levada antes da tribulação, vai voltar antes do milênio e depois a terceira no juízo final.

      Ou seja, é uma deturpação da Bíblia, onde ela mesma diz que Jesus voltará uma só vez para julgar os vivos e os mortos no juízo final. É o que a Bíblia ensina e o que professamos no Credo do Niceia. Portanto, não tem nenhum fundamento bíblico e teológico. 

         A Bíblia, no Novo Testamento, quando fala da Parusia ou Maranata (do original em hebraico מרנא תא, maranâ tâ, "vem, Senhor!"); usa o termo no singular: "naquele dia", "naquele tempo"; "no dia do juízo"; "quando o filho do homem vier"; "o dia da vinda,"  etc. Por exemplo: A Bíblia quando fala do dia do juízo não usa esse termo no plural, mas sim, No singular.

Porque será um só dia, não haverá outro. São Jerônimo quem traduziu bíblia, que chamamos de "a Vulgata", usa o termo em latim, "adventum Domini" ou "dia do Senhor", no singular para explicar que aquele dia será o dia do Senhor. 
             O grande problema dos protestantes e trocar o singular pelo plural nos textos bíblicos onde eles não existem. Muita coisa mudaria se eles usassem os termos da forma correta. Deturpam a bíblia simplesmente para pluralizar as pessoas e fazerem acreditarem naquilo que lhes interessam. Isso acontece quando eles tem interesse por exemplo de pluralizar os católicos quando se refere aos santos, à doutrina do purgatório, do uso das imagens, da Virgem Maria etc. E o grande erro dos católicos é não estudar a doutrina da Igreja e o catecismo, aí fica fácil acreditar nas heresias que eles ensinam. 
              Lá em Mt16, 18 - está escrito: Jesus disse: "eis que te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra, construirei a minha Igreja..."  - Jesus não disse "construirei as minhas igrejas" - Jesus fundou uma única igreja - eles, os protestantes fundaram várias igrejas, cada uma uma com placas diferentes. 

             Acontece que Jesus fundou a Igreja Católica e não uma igreja de placas como se fosse um comércio. Jesus é claro e usa o termo no singular. Uma só Igreja. A Bíblia us o artigo definido para dizer "O" Juizo Final. Quando em Mc6, 3 - se referindo a Jesus diz: "o filho de Maria" - e não um dos filhos de Maria. Mas eles colocam o termo no plural para dizer que Maria teve mais filhos depois de Jesus. Heresia pura. Então haverá uma segunda vinda única, Verbum Domini.

            Em 1Ts4, 15 - diz: "Nós que ficamos vivos até o dia do Senhor". perceba o artigo "O" no singular. 
           
     Jesus no evangelho de São Marcos e São Mateus fala da segunda vinda de Jesus como um acontecimento único. Essas seitas são tão audaciosas que querem afirmar até o dia e a hora do juízo final.

Sendo que Jesus deixa claro que nem ele mesmo sabe o dia e a hora, caberá a um ser humano usar de falsas profecias, cálculos matemáticos e falsas adivinhações saber aquilo que nem mesmo a Jesus lhe foi revelado? 

       Nos E.U.A isso é muito comum. Todas as vezes que tentam "caem do cavalo", mas continuam afrontando a Deus com essas falsas profecias.

           É uma heresia muito grande, uma afronta muito grande a Deus, vocês não acham?             Mas, isso é a base do pentecostalismo norte-americano. Aproveitam até das profecias que não são deles, como Nostradamus para difundir suas heresias. Com essas falsas profecias eles assustam o povo. Um povo assustado pode dar mais doações, como que: "Aproveitem pois este é o último dia!" Para vender falsas curas e falsos milagres.

       Mas, Jesus disse: "Minha casa será chamada casa de oração e vocês a transformaram num covil de meretrizes!" Mt21, 13

         Como que quem dar mais terá um lugar privilegiado no céu. Ora, se fosse verdade Jesus ia dar um destino a todos, ou o céu, ou o inferno segundo os desígnios de cada um, para quê eles precisariam de dinheiro. A resposta é uma só. Eles sabem que isso é uma farsa, mas isso dá lucro. Jesus não vem e suas igrejas e seus pastores ficam cada vez mais ricos.

             Mt24, 36 (Mc13,32) - Nem Jesus, nem os anjos sabem o dia e a hora do juízo final. Só Deus Pai sabe.
              Outra coisa que vemos muito, escutamos muito no meio do protestantismo é a famosa frase "Jesus voltará!"; claro que Jesus disse que vai voltar e voltará, é promessa de Deus; como não sabemos o dia e a hora ele mesmo pede para que estejamos vigilantes.

      Pode ser agora, amanhã, semana que vem, daqui a cem anos ou mil anos. Devemos ficar atentos. Mas, não podemos fechar em nosso mundinho, em nossos templos, casas e retiros esperando sua volta. É preciso trabalhar para que o reino de Deus aconteça. Os O cristão não pode ser acomodado. Não podemos fazer como os apóstolos Pedro, Tiago e João que quiseram fazer uma tenda no Monte Tabor, (se acomodar) depois de ver a glória de Deus manifestar em Jesus, vamos armar nossas tendas, tá tudo muito bom, vamos ficar por aqui. E o povo lá em baixo esperando por eles. (Lc9, 33). 

     Não! é preciso fazer a obra, não podemos esquecer que a fé sem obras é morta e que seremos justificados por elas. Hoje a gente não vê a piedade que que os santos e os apóstolos viveram e praticaram. Por isso que é muito importante que imitemos os santos também neste aspecto. Outra coisa que os protestantes não aceitam, a imitação dos santos. Mas São Paulo diz em 1Cr11, 1 "sede meus imitadores como eu sou de Cristo". 
        O Reino de Deus que Jesus vem instalar não é um reino de direita e esquerda, é uma Monarquia celeste, cheia de amor pleno. Em Ap 21, 4 Jesus nos diz que no reino de Deus ele enxugará toda lágrima, e não, haverá nem pranto, nem luto, (porque não existirá mais a morte), nem grito (porque não haverá mais sofrimento) porque passou a primeira condição, isto é, Jesus já arrebatou (uma vez) seus eleitos. 
      É a glória de Deus completa. Só irá fazer parte desse reino aquele que praticar na vida essas virtudes Fé, Esperança e Caridade. São Paulo diz que a maior de todas é a caridade, porque somente quem tem fé e esperança Deus pode amar de verdade, sem interesse o seu semelhante. E a fé sem as obras, sem amor (simbolizado pela caridade) é morta. Mas, praticada com amor leva ao Céu

            Voltando ao arrebatamento... São João e evangelista, em Ap6, 9-11 - ele diz que os santos eleitos, que já estão no céu, (os santos),  estão aguardando os irmãos que ainda vão morrer pelo testemunho de Cristo, e portanto, estes ajuntarão a eles no Céu. Ora, São João deixa claro que pela morte passarão os escolhidos na tribulação antes do Juízo Final, sem sombras de dúvidas, o texto é bem claro. Então como pode as seitas pregarem que existirá três vindas de Jesus e que haverá um arrebatamento pre-tribulacionista?
             Ap 7, 14 - "Esses são os que receberam as vestes brancas sobreviventes da tribulação". Ora como pode sobreviver se foram mortos? Mas  que São João quer dizer é que eles passaram pela tribulação e venceram em nome de Jesus. Tendo sido mortos agora no Céu foram lavados e receberam as vestes brancas, isto é, suas almas estão limpas de toda impureza. São os santos. Os Mártires que deram sua vida em prol do Evangelho. O versículo 15 diz :"Por isso estão diante do Trono", isto é, diante de Deus.
                 Ah! meus irmãos como é bom aprender as coisas da forma correta.
             Então a falsa doutrina do arrebatamento pre-tribulacionista cai por terra, é uma aberração e um atentado contra a Sagrada Escritura.
          Os Apóstolos, São João e São Pedro usam o termo no singular para se referir à vinda do Senhor. 2Pd 3, 10 ele chama "o dia do Senhor" e Jo 6, 44 - São João chamou esse dia como "o último dia". É apenas o dia da volta do Senhor. 
           2Tm 4, 8 São Paulo diz: "A coroa da justiça me está guardada, que o Senhor, justo Juiz me dará naquele dia". São Paulo não diz, "me dará naqueles últimos dias". Mas ele usa o termo no singular para expressar o Dia do Senhor.  
                  Outra coisa, os protestantes dizem que o seu povo será arrebatado sem a tribulação. Mentira. Em Mt24, 20-22 - "Se aqueles dias fossem abreviados criatura alguma escaparia, mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados". Ou seja, Jesus não disse que pouparia os escolhidos do sofrimento, mas ele disse que abreviaria os dias, para aliviar o sofrimento dos eleitos. É uma prova de que os escolhidos passarão pela tribulação. Não serão arrebatados antes. Isso foi uma heresia dos mesmos inventores do milenarismo. 
                  Tudo isso por causa de uma visão que uma jovem norte-americana teve. Margarete Donalds. Daí os pastores acreditaram e virou doutrina entre eles. Uma heresia, sem fundamento bíblico. E assim que nascem as heresias. Sem base bíblica, no puro achismo, no egoísmo humano. Sem base na Tradição apostólica, sem fé, sem pesquisa... apenas movida por um ímpeto, um sonho. Nem é adivinhação, é achismo puro. 
                 Lc21, 26-28 - "Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos. Levantai vossas cabeças porque aproxima a vossa libertação." Jesus até consola os escolhidos que passarão pela tribulação. Tão real como muitos passaram por ela nos primeiros séculos do cristianismo. Então essa vinda de Jesus será única e definitiva; não existe a vinda pré-milênio, nem vinda pré-tribulacionista. No Credo de Niceia rezamos: "E de novo há de vir em sua glória para julgar os vivos e os mortos".  A doutrina da Igreja é clara e de acordo com  Evangelho.


            Percebe-se e uma pobreza teológica  do Pré-tribulacionismo; o seu desenvolvimento relativamente recente como uma "invenção" de doutrina das Igrejas´protestantes Seu ponto ponto fraco é que o Pré-tribulacionismo divide o retorno de Jesus Cristo em duas "fases" - o Arrebatamento e a Segunda Vinda. Sabemos  que a Bíblia não fala tais fases. Pelo contrário, ela mostra claramente que Jesus Cristo, sendo ele o Justo, o Santo, o Filho de Deus passou pela tribulação antes de vencer a morte. E como é que os cristãos eleitos vão ficar de fora? 

            Outra dificuldade enfrentada pela teoria pré-tribulacional é o fato de que certamente haverá santos na Tribulação (Apocalipse 13:7, 20:9). Os pré-tribulacionistas respondem a isso distinguindo os santos do Antigo Testamento e da Tribulação dos santos da igreja do Novo Testamento. Só que a Igreja ensina que os santos do Antigo Testamento já foram salvos quando Jesus consumou na Cruz o Antigo Testamento e tendo ele mesmo instituído a Nova Aliança, esse mesmo povo aguarda em comunhão com a Igreja o Juízo final. É o que professamos no Credo: "Creio na Comunhão dos Santos". Por esse mesmo Credo nós professamos aquilo que  diz em At 1, 11 - "E de novo há de vir em sua glória".  "Esse mesmo Jesus que vistes subir, voltará do mesmo modo que vistes subiu para o céu", disse os anjos aos Apóstolos no dia da ascensão. Voltará sim, Jesus voltará, uma única vez.   

                 Para os defensores dessa falsa doutrina, os crentes vivos durante o Arrebatamento serão removidos antes da Tribulação, mas haverá aqueles que virão a Cristo durante a Tribulação. Isso é uma contradição bíblica e uma audácia sem tamanho, sem fundamento algum.  Deus não poupará nenhum escolhido de passar pela tribulação, pelo contrário, a Bíblia diz que Deus protegerá os escolhidos para que eles possam passar por ela e vencer.

                Os protestantes para justificar esse heresia usa muito uma passagem do N. T. de Lc17, 34-35 que diz: "Eu vos digo que nesta noite, estarão dois numa cama, um será arrebatado, outro será deixado. Duas mulheres estarão no moinho, uma será arrebatada, outro será deixada". Para eles aqui Jesus está falando do arrebatamento pré-tribulacionista. Mas, Jesus já está falando do Juízo final. Se lermos uns versículos antes vamos entender.  (Vs. 28-30).  "Como aconteceu no dias de Lot, os homens compravam e vendiam, plantavam e edificavam. No dia em que Lot saiu de Sodoma, choveu fogo e enxofre do céu e exterminou todos eles". Ele faz uma analogia com o dia de Lot com os que ficaram e foram salvos. Essa analogia de fogo e enxofre para explicar a condenação eterna. "Choveu fogo e enxofre do céu que exterminou todos eles. Assim será no dia em que se manifestar o filho do homem".  
       
Essa analogia feita com os dias de Lot, já se refere a uma condenação, e não esse povo que ficou vai ser arrebatado na segunda vinda de Jesus. De forma alguma. Esses que ficarão vão para o castigo eterno, já estão condenados; onde haverá choro e ranger de dentes. Como Jesus dizia em Mt8, 10-12, mostra que os que ficarão não vão ter outra chance. A chance é agora, nesse tempo com a sua Igreja. Sem ela não pode haver salvação porque ela detém todos os meios dados por Jesus para isso. Pelos Sacramentos a Igreja nos oferece uma vida reta diante de Deus. Os Sacramentos instituídos por Jesus e deixados à sua Igreja são portais, canais e pontes para a Salvação. Pois Jesus mesmo afirmou: "Bem-aventurado é não é aquele que me diz senhor, senhor; mas aquele que ouve a Palavra de Deus e a põe em prática."       

             Então, esse falsos pregadores usam de uma grande malícia para pregar, dizendo que os eleitos não vão passar pela tribulação. Em Ap3, 10 - se cortarmos o versículo como eles fazem vai ficar assim: "Eu lhe guardarei na hora da prova". Eles interpretam assim; para eles convém que seja à sua maneira. Pois, assim ganha a ideia de que serão arrebatados sem a tribulação. Mentira! - e muitos que são leigos e não estudam vão com eles e acreditam dessa mesma forma. O próprio Jesus peneirou a Pedro, sem dó para que ele fosse o papa. Não fará a mim e a você? Porque Deus agiria diferente conosco?
             Mas a "guardar" no sentido bíblico correto é "proteger" mesmo passando pela tribulação. Não é assim que Deus age conosco nos dias de hoje? Há um ditado que diz: "depois da tempestade vem a bonança". A tribulação é a tempestade, mas, Deus manda a bonança em nossa vida, neste mundo e na eternidade. Voltando lá, se lermos o versículo todo, está assim: "Há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam  na terra, e eu te guardarei na hora da prova"; perceba meu irmão(ã) a diferença. Os protestantes costumam decorar apenas o que lhes interessam. Até na hora de falar da palavra de Deus.
       São João Maria Vianey, o Santo Cura d'Ars nos diz que há de vir sobre todo o mundo, então ninguém será poupado e não apenas sobre uma parte.
        A doutrina Milenista é outra heresia inventada pelo protestantismo. Onde se diz que: "Depois que completar mil anos satanás será solto da prisão"

        Que  tempo é esse que se refere? É o nosso tempo, o agora. São João Maria Vianey ensina que esse tempo compreende desde a Encarnação do Verbo, passando pelos dias de hoje até a Parusia, segunda vinda de Jesus Cristo.
                 Na Bíblia mil anos, séculos, milênio engloba um todo. Jesus chama de século futuro ou vindouro quando se refere a eternidade. Então não é cem anos, mil anos matematicamente falando expresso no calendário, mas, ele fala de gerações. Uma geração inteira pode ser chamado de século. Isso compreende desde a Encarnação do Verbo até os últimos dias na Terra. Mc10, 30 é chamado de "esse século". Já em Sl 90/91diz: "Mil cairão a tua direita". Não quer dizer que seja exatamente mil, mas significa mil exatamente, mas, uma quantidade ou muitos cairão. Is 30, 17: "Mil fugiram" - não significa mil exatamente, mas, muitos fugiram

             São João Maria Vianey, na sua homilia do primeiro dimingo da quaresma, explica: que o demônio está preso: "O demônio é um cão encadeado que persegue e faz muito ruido, mas, ele somente morde aqueles que se aproximam demasiadamente dele". Isto é, pelo o pecado é que nos aproximamos do demônio, sobretudo o pecado mortal. Existe um limite da corrente, ele não pode vir até nós se nós respeitarmos este limite. Mas nós podemos ir até ele ultrapassando esse limite até sermos mordidos. Isso acontece quando pecamos.
                   Peçamos a Deus que nos afaste dessas falsas doutrinas. Que o Espírito Santo nos ilumine e a Santa Mãe de Deus nos proteja. Porque somente a verdadeira Igreja de Cristo possui a verdadeira doutrina. Ela é o sustentáculo de nossa fé.    
                       
        

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

PEDAGOGIA MARIANA - Uma proposta de vida às juventudes

Propomos a leitura do texto do nosso colaborador diácono Cléber Pagliochi, da Diocese de Chapecó - SC. Sobre a pedagogia de Maria no processo de evangelização. É um belo roteiro para o desafiante trabalho com jovens hoje.   

Maria é uma mulher que provoca cada cristão a repensar sua fé. Em Lucas, ela assume o rosto de uma verdadeira discípula missionária. É nesse sentido que este artigo busca auxiliar um auxílio pedagógico proposto pelas atitudes de Maria. O texto da Anunciação (Lc1, 26-38) inicia-se contando que no "sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão chamado José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria". (v. 26-27).

Esse trecho introduz a história de Jesus no Evangelho de Lucas, pois até então se retrata a origem de João Batista, com seus pais, Zacarias e Isabel. O texto aponta para um modelo composto por quatro etapas que mostram a pedagogia Mariana.

1) OUVIR: O versículo 28 apresenta o anjo saudando Maria, provavelmente dentro de uma casa, já que o texto diz: "entrando onde ela estava". 
Nessa saudação algo mexe com ela, tanto que a provoca. A primeira etapa mariana faz pensar na grande necessidade de ouvir, provocar a audição. Como é difícil falar com alguém que não escuta enquanto se  conta algo.
Maria pelo contrário, se coloca atenta à saudação. Com esse primeiro passo, somos chamados a questionar: como nós jovens estamos nos colocando em relação ao mundo? E aos outros jovens?

2) PENSAR:  saudação do anjo: "Alegra-te cheia de graça, o Senhor está contigo!" (Mc1,28b). Maria ficou intrigada com essa palavra e pôs-se a pensar qual seria o significado da saudação. O segundo passo é o pensar, que se refere ao modo como Maria refletiu o que acabava de ouvir. Talvez dentre tantas coisas que temos carência atualmente, o momento para parar para pensar seja um que mais falta. Agimos muitas vezes por impulso. O agir sem pensar pode nos retirar a responsabilidade sobre o que e como agimos.
Pensar é planejar. É pegar nas mãos aquilo que se tem, juntar como que se acredita, misturar como que se almeja e construir o mundo e a história.

3) QUESTIONAR: "Como é que vai ser isso, se eu não conheço nenhum homem?" (Mc1, 34b).
Penso que esse questionamento de Maria não foi nem um pouco ingênuo. Em muitas interpretações ele possui uma significado apenas biológico. Maria não podia ter filhos sem um homem. Mas creio que vai além. Pensemos que Maria era apenas uma moça solteira, em uma sociedade muito machista. Junto com o questionamento de Maria surge uma enorme angústia, afinal, ela precisa enfrentar toda uma cultura e uma sociedade. Maria toma a iniciativa de clarear o projeto de quem faria parte.

Percebe-se que Maria faz uma pergunta que carrega consigo todo um conjunto de contexto e missão. Maria propõe pensar que para ser sujeito de nossa vida é preciso questionar e entender aquilo que vivemos. Questionar é interessar-se pelo projeto, é entrar naquilo que se ouve, é dar valor o outro...

4) ASSUMIR A MISSÃO: "Eu sou a serva do Senhor, faça-se em mim a segundo a tua palavra" (Mc1, 38). Maria vive esta etapa pedagógica de forma brilhante. Tanto é que percebida por muitos como o modelo de discípula. Maria visita, percebe-se os problemas, sente falta de alegria, sente as necessidades e aceita ser a mãe de Jesus.
Com isso, a pedagogia maria nos propõe passos fundamentais que partem da abertura, do ouvir o outro e nos conduz a uma missão. Somos jovens  com projeto de vida que valoriza o outro e que busca transformar esse mundo e a sermos sujeitos da história. Guiados por esse amor, pedimos que a Boa Mãe nos auxilie a construir a civilização do amor e achegar cada vez mais pertinho do sonho de Deus para nós. 

(Rul Antônio de Souza, da equipe de redação do Jornal Mundo Jovem)        

            
         

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

SÉRIE - EVANGELHOS APÓCRIFOS - PRIMEIRO E SEGUNDO LIVRO DE ADÃO E EVA

O PRIMEIRO LIVRO DE ADÃO E EVA

O livro de Adão e Eva fazem parte dos Escritos encontrados perto do Mar Morto. Ou "Escritos do Mar Morto" -  faz parte do Livro dos Jubileus. O que é o Livro dos Jubileus?
Livro dos Jubileus (ou Pequeno Gênesis) é um texto apócrifo que relata a história da criação do mundo e de Adão e Eva até logo após a queda.

Também narra a história dos personagens bíblicos encontrados em Gênesis com detalhes adicionais, principalmente com relação aos três patriarcas de Israel, até o nascimento de Moisés. É um antigo trabalho judaico religioso, de 50 capítulos, considerados canônicos pela Igreja etíope ortodoxa, bem como os Beta Israel (judeus etíopes), onde é conhecido como o Livro de Divisão ( Ge'ez:. መጽሃፈ ኩፋሌ Mets'hafe Kufale) jubileus é considerado um livro pseudepígrafe pelas igrejas: Protestante, Católica Romana e Ortodoxa Oriental.
Ele era bem conhecido pelos primeiros cristãos, como evidenciado pelos escritos de EpifânioJustino MártirOrígenesDiodoro de TarsoIsidoro de AlexandriaIsidoro de Sevilha,Eutychius de AlexandriaJohn MalalasGeorge Syncellus, e George Kedrenos. O texto também foi utilizado pelo essênios comunidade que teria inicialmente recolhidos os Manuscritos do Mar Morto.
Nenhuma versão completa hebraico, grego ou o latim parece ter sobrevivido.

A cronologia datada em jubileus é baseado em múltiplos de sete; os jubileus são períodos de 49 anos, sete "anos-semanas", no qual todo o tempo foi dividido. (Fonte: WikpédiA) 

Ele fala como foi a vida de Adão e Eva após terem sido expulsos do Paraíso depois de terem cometido o "pecado original" (pecado da desobediência). Esse livro assim como os demais apócrifos não são considerados inspirados, mas ele nos oferece uma chave importante para entender muitas perguntas que ficaram sem respostas. A Bíblia no primeiro livro do Gênesis (Origem) fala sobre Adão e Eva mas apenas de como foram criados e depois, fala do pecado original e a descendência deles. Mas não entra nos pormenores da vida deles, como foi sua vida aqui na Terra após terem sido lançados fora do Paraíso. Por tanto ao leitor vale a pena ler e se maravilhar com essa obra que não podemos afirmar se de fato foi assim mesmo que aconteceu com eles, mas, não deixa de ser interessante, quase uma crônica e uma aventura ao mesmo tempo...    

Adão e Eva teriam passado sete anos no Paraíso, antes de serem tentados pela serpente, e expulsos do Éden. E de acordo com O Primeiro Livro de Adão e Eva, eles quando saíram do jardim, receberam a ordem de habitarem numa caverna, que foi chamada de A Caverna dos Tesouros. O livro diz que eles sofreram muito após terem saído do jardim, principalmente no primeiro ano após a expulsão; por várias vezes tentaram cometer suicídio ou retornar ao Paraíso, até que tiveram os primeiros filhos (Caim, Abel e suas irmãs - não mencionadas na Bíblia).
Conforme O Primeiro Livro de Adão e Eva, o casal teria se arrependido amargamente, e alcançado perdão; e por várias vezes receberam de Deus a promessa de um resgate, de um redentor que nasceria na semente humana, para resgatar sua descendência, e essas promessas os consolavam.  
  
De acordo com o apócrifo O Primeiro Livro de Adão e Eva, ao saírem do jardim receberam a ordem de habitar numa caverna, que foi chamada de A Caverna dos Tesouros. O livro diz que eles sofreram muito após terem saído do jardim, principalmente no primeiro ano após a expulsão; por várias vezes tentaram se matar e voltarem ao paraíso, até que tiveram os primeiros filhos (CaimAbel e suas irmãs - não mencionadas na Bíblia). Conforme O Primeiro Livro de Adão e Eva, o casal teria se arrependido amargamente, e alcançado perdão; e por várias vezes receberam de Deus a promessa de um resgate, de um redentor que nasceria na semente humana, para resgatar sua descendência, e essas promessas os consolavam. Enfrentaram a hostilidade de Satã, que tentava matá-los, e os enganava transformando-se em anjo de luz, e dizendo-lhes ser um mensageiro celestial, incumbido de lhes trazer mensagens divinas. Mesmo estando fora do jardim, Adão e Eva ouviam a voz de Deus, que sempre lhes enviava sua palavra, respondendo suas indagações. (fonte: WikipédiA.com.br)



    I – O JARDIM DO ÉDEN.

    1. Ao terceiro dia Deus plantou o jardim a leste da terra, no extremo leste do mundo, além do qual, em direção ao levante, não se acha nada além de água que circunda o mundo inteiro e alcança os limites do céu.
    2. E ao norte do jardim há um mar de água, claro e puro ao paladar, como nada iguala; de maneira que, através de sua transparência, pode-se olhar para as profundezas da terra.
    3. E quando um homem lava-se nela, torna-se limpo por sua limpidez e branco por sua brancura,mesmo que ele estivesse escuro.
    4. E Deus criou este mar de Seu próprio agrado, pois Ele sabia o que seria do homem que Ele iria fazer; assim, após deixar o jardim por causa de sua desobediência, nasceriam homens na terra,dentre os quais morreriam os justos cujas almas Deus faria ressurgir no último dia; quando então voltariam à sua carne, banhar-se-iam na água do mar e todos se arrependeriam de seus pecados.
    5. Mas quando Deus fez Adão sair do jardim, Ele não o colocou na fronteira norte, para que não se aproximasse do mar de água e ele e Eva se lavasse nele e se tornassem limpos de seus pecados, esquecendo a desobediência cometida.
    6. Então, novamente, quanto ao lado sul do jardim, não agradava a Deus permitir a Adão lá habitar; pois, quando o vento soprasse do norte, trar-lhe-ia, no lado sul, o delicioso aroma daquelas árvores do jardim.
    7. Por isso Deus não colocou Adão ali para que não aspirasse ao doce aroma daquelas árvores,esquecendo sua desobediência e encontrando alívio ao se deliciar com o aroma das árvores e assim se limpasse de sua desobediência.
    8. Novamente, também, porque Deus é misericordioso e de grande piedade e governa todas as coisas de uma maneira que somente Ele sabe , Ele fez nosso pai Adão habitar na fronteira oeste do jardim, porque daquele lado a terra é muito extensa.
    9. E deus ordenou-lhe que ali habitasse numa caverna dentro da rocha, a Caverna dos Tesouros, abaixo do jardim.
    II
    1. Mas quando nosso pai Adão e Eva saiu do jardim, palmilharam o chão com seus pés sem saber por onde caminhavam.
    2. E quando chegaram à abertura dos portões do jardim e viram a terra vasta estendendo-sediante deles, coberta de pedras grandes e pequenas e de areia tiveram medo e tremeram,prostrando-se com suas faces no chão, acometidos pelo medo; e jaziam como mortos.
    3. Porque haviam estado até então na terra do jardim, belamente plantada com toda espécie  e agora se viam numa terra estranha que não conheciam e nunca tinham visto.
    4. E porque naquele tempo eles eram cheios de graça e de uma natureza luminosa e não tinham o coração voltado para as coisas terrenas.
    5. Por isso Deus teve piedade deles; E quando Ele os viu caídos defronte ao portão do jardim enviou Sua Palavra ao pai Adão e a Eva e ergueu-os de sua prostração.
    III
    1. Deus disse a Adão : “Eu ordenei os dias e os anos nesta terra e tu e tua descendência deverão habitar e caminhar nela, até se cumprirem os dias e os anos; Então Eu enviarei a Palavra que te criou e à qual tu desobedeceste, a Palavra que te fez sair do jardim e que te ergueu quando tu estavas caído.
    2. “Sim, a Palavra que te salvará novamente quando os cinco dias e meio estiverem consumados”.
    3. Mas ao ouvir estas palavras de Deus, acerca dos grandes cinco dias e meio, Adão não entendeu o seu significado.
    4. Pois Adão estava pensando que haveria somente cinco dias e meio para ele até o fim do mundo.
    5. E Adão chorou e suplicou a Deus que lhe explicasse isto.
    6. Então Deus , em Sua Misericórdia por Adão, que fora feito segundo Sua própria imagem e semelhança, explicou-lhe que estes eram cinco mil e quinhentos anos; e como o Um viria para salvá-lo e à sua descendência.
    7. Mas Deus fizera antes disso esta aliança com nosso pai Adão, nos mesmos termos, quando ele saiu do jardim e se encontrava junto à árvoreda qual Eva tomara do fruto e lhe deu para comer.
    8. Porquanto, ao sair do jardim, nosso pai Adão passou por aquela árvore e viu como Deus então havia mudado sua aparência para outra forma e como ela ressecara.
    9. E aproximando-se dela Adão teve medo, tremeu e caiu; mas Deus em sua misericórdia,ergueu-o e então fez esta aliança com ele.
    10. E, novamente, quando Adão estava junto ao portão do jardim e viu o querubim, com uma espada de fogo fulgurante na mão, encolerizar-se e fitá-lo com desagrado, tanto ele, quanto Eva ficou com medo dele e pensaram que ele tencionava matá-los. Assim eles prostraram-se e tremeram de medo.
    11. Mas ele apiedou-se deles e mostrou-lhes misericórdia; E, voltando-se, subiu ao céu e suplicou ao YHWH e disse :
    12. “YHWH, Vós me enviastes para guardar o portão do jardim com uma espada de fogo”.
    13. “Mas quando Vossos servos Adão e Eva viram-me, prostraram-se e ficaram como mortos”. Ó meu YHWH, que devemos fazer com Vossos servos ?”
    14. Então Deus apiedou-se deles e mostrou-lhes misericórdia, e enviou Seu anjo para guardar o jardim.
    15. E a Palavra do YHWH veio a Adão e Eva e ergueu-os.
    16. E o YHWH disse a Adão: “Eu te disse que ao final dos cinco dias e meio Eu enviaria minha Palavra e salvar-te-ia”.
    17. “Fortalece, pois teu coração e habita na Caverna dos Tesouros, da qual Eu te falei antes”.
    18. E quando Adão ouviu esta Palavra de Deus ele foi consolado pelo Deus que lhe tinha dito.
    Pois Ele lhe dissera como o salvaria.
    IV
    1.Mas Adão e Eva choraram por terem de sair do jardim, a sua primeira habitação.
    2.E, certamente, quando Adão olhou para sua carne, que estava alterada, chorou amargamente,ele e Eva, pelo que haviam feito. E eles caminharam e desceram docilmente para a Caverna dos Tesouros.
    3.E ao chegarem Adão lamentou-se e disse a Eva: “Olha para esta caverna que será nossa prisão neste mundo”. É um lugar de castigo!
    4. “Que é isto comparado com o jardim”? Que é esta estreiteza comparada com o espaço do outro?
    5. “Que é esta rocha ao lado destas grutas”? Que são as trevas desta caverna comparadas à luz do jardim?
    6. “Que é esta lápide de rocha suspensa para nos abrigar comparada à misericórdia do YHWH que nos acolhia”?
    7. ”Que é o solo desta caverna comparado à terra do jardim? Esta terra, coberta de pedras e aquela plantada com deliciosas árvores frutíferas?”
    8. E Adão disse a Eva: “Olha para teus olhos e para os meus, que dantes viam anjos no céu louvando; e eles, também, sem cessar”.
    9. “Mas agora nós não vemos como víamos: nossos olhos são de carne; não podem ver da mesma maneira como viam antes.”
    10. Adão disse novamente a Eva: “Que é nosso corpo hoje comparado ao que era em dias passados, quando habitávamos no jardim?”.
    11.Após isso, Adão não gostou de ter de entrar na caverna, sob a rocha suspensa, nem entraria nela jamais por vontade própria.
    12. Mas curvou-se às ordens de Deus e disse a si mesmo: “A não ser que eu entre na cavernaserei novamente desobediente”.
    V
    1. Então Adão e Eva entraram na caverna e permaneceram em pé, orando em sua própria língua,desconhecida para nós mas, que eles bem conheciam.
    2.E enquanto orava, Adão ergueu os olhos e viu acima de sua cabeça a rocha e o teto da caverna que o cobria, de maneira que não podia ver nem o céu nem as criaturas de Deus. Então ele chorou e golpeou pesadamente seu peito até que caiu e ficou como morto.
    3.E Eva sentou-se chorando, pois, acreditava que ele estivesse morto.
    4.Então ela ergueu-se, estendeu suas mãos a Deus pedindo-lhe misericórdia e piedade e disse:“Ó Deus, perdoai-me o meu pecado, o pecado que cometi e não o volteis contra mim”.
    5. “Pois, fui eu quem provocou a queda de Vosso servo, do jardim para este lugar perdido; da luz para esta escuridão; E da morada da alegria para esta prisão”.
    6. “Ó Deus, olhai para este Vosso servo assim caído e ressuscitai-o de sua morte para que ele possa se lamentar e arrepender-se de sua desobediência cometida através de mim”.
    7. ”Não leveis sua alma desta vez; mas deixai-o viver para que ele possa expiar sua culpa segundo a medida de seu arrependimento e fazer Vossa vontade antes de sua morte”.
    8. ”Mas se Vós não o ressuscitardes, então, ó Deus, levai minha própria alma para que eu esteja com ele; E não me deixeis neste antro só e abandonada pois eu não suportaria ficar só neste mundo, mas com ele somente”.
    9. “Pois Vós, ó Deus, fizeste cair uma sonolência sobre ele e tomaste um osso de seu lado e restauraste a carne em seu lugar, por Vosso poder divino”.
    10. ”E Vós me tomaste, o osso, e fizeste uma mulher, luminosa como ele, com coração, razão efala; E de carne como ele mesmo; E Vós me fizeste à semelhança de seu semblante, por Vossa misericórdia e poder”.
    11. “Ó YHWH, eu e ele somos um e Vós, ó Deus, sois o nosso Criador, Vós sois Aquele que nos fez a ambos no mesmo dia”.
    12. “Portanto, ó Deus, dai-lhe vida para que ele possa estar comigo nesta terra estranha, enquanto nós morarmos nela por causa de nossa desobediência”.
    13. “Mas se Vós não quiserdes dar-lhe vida, então levai a mim, até a mim, como ele; Para que nós dois possamos morrer da mesma maneira”.
    14. E Eva chorou amargamente e caiu sobre nosso pai Adão, por causa de sua grande tristeza.
    VI
    1. Mas Deus olhou para eles; Pois eles se haviam matado pelo grande pesar.
    2. Mas Ele queria ressuscita-los e consola-los.
    3. Portanto enviou-lhes Sua Palavra a fim de que eles ficassem em pé e fossem ressuscitados imediatamente.
    4. E o YHWH disse a Adão e Eva:“Desobedecestes por vossa livre vontade, até que saístes do jardim no qual Eu vos havia colocado”.
    5. “Por vossa própria e livre vontade desobedecestes por causa de vosso desejo de divindade,grandiosidade e condição sublime, tal qual Eu tenho; Assim Eu vos privei da natureza luminosa na qual estáveis então e vos fiz sair do jardim para esta terra rude e cheia de sofrimento”.
    6. “Se ao menos não tivésseis desobedecido ao Meu mandamento e tivésseis guardado Minha lei e não tivésseis comido do fruto da árvore, da qual Eu vos disse que não vos aproximásseis”! E havia árvores frutíferas no jardim melhores que aquela.
    7. “Mas o maldoso Satã, que não se manteve em sua primitiva condição nem conservou sua fé –nele não havia boa intenção em relação a Mim e, embora Eu o tivesse criado, ainda assim Me desprezou e buscou a divindade, de modo que Eu o atirei do céu para baixo – . ele foi quem fez a árvore parecer agradável a vossos olhos, até que comestes dela, obedecendo-lhe.
    8. “Assim desobedecestes ao Meu mandamento e , portanto, Eu fiz cair sobre vós todas essas tristezas”.
    9. “Pois Eu sou Deus o Criador, aquele que quando criou as criaturas, não tencionava destruí-las, mas, depois de terem provocado grandemente Minha ira, Eu as puni com castigos atrozes, para que se arrependessem”.
    10. “Mas, se, ao contrário, elas ainda se mantivessem firmes em sua desobediência, serão amaldiçoadas para sempre”.
    VII
    1. Quando Adão e Eva ouviram estas palavras de Deus choraram e soluçaram ainda mais; mas fortaleceram seus corações em Deus, porque agora sentiam que o YHWH era para eles como um pai e uma mãe e, por esta mesa razão, choraram diante D´Ele e buscaram sua misericórdia.
    2. Então Deus apiedou-se deles e disse: “Ó Adão, Eu fiz Minha aliança contigo; e não voltarei atrás; nem permitirei que retornes ao Jardim até que Minha aliança dos grandes cinco dias e meiose cumpra”.
    3. Então Adão disse a Deus: “Ó YHWH, Vós nos criastes e nos fizestes aptos a estar no jardim; e antes de eu desobedecer, Vós fizestes todas as feras virem até mim a fim de que eu as nomeasse”.
    4. “Vossa graça estava então sobre mim; e eu nomeei a cada uma de acordo com vosso pensamento; e Vós as fizestes todas submissas a mim.
    5. “Mas, ó YHWH, agora que eu desobedeci ao Vosso mandamento, todas as feras levantar-se-ão contra mim e me devorarão e a Eva, Vossa serva; e eliminarão nossa vida da face da terra”.
    6. “Suplico-Vos, portanto, ó Deus, que, desde que Vós nos fizestes sair do jardim e ficar numa terra estranha, não permitais que as feras nos causem mal”.
    7. Quando o YHWH ouviu estas palavras de Adão apiedou-se dele e sentiu que ele dissera averdade, que as feras do campo se levantariam e o devoraria e a Eva, porque Ele, o YHWH,estava irado com os dois por causa de sua desobediência.
    8. Então Deus ordenou às feras e aos pássaros e a tudo que se move sobre a terra, que viessem a Adão e se afeiçoasse a ele e não o perturbassem, nem a Eva; nem ainda aos bons e justos dentre os de sua posteridade.
    9. Então as feras prestaram obediência a Adão, de acordo com o mandamento de Deus; exceto a serpente, com quem Deus estava irado. Esta não veio a Adão, junto com as feras.
    VIII
    1. Então Adão chorou e disse: “Ó Deus, quando eu morava no jardim e havia enlevo em nossos corações, víamos os anjos que cantavam louvores no céu, mas agora não os vemos mais; ao entrarmos na caverna, toda a criação ocultou-se de nós”.
    2. Então Deus, o YHWH, disse a Adão:“Quando tu eras obediente a Mim, tinhas uma natureza luminosa em ti e por esta razão podias ver coisas muito distantes. Mas após tua desobediência a natureza luminosa foi-te retirada; e não te foi mais permitido ver coisas distantes, mas, apenas asbem próximas, aquelas ao alcance de tuas mãos e segundo a capacidade da carne; pois esta é grosseira” .
    3. Após ouvirem estas palavras de Deus, Adão e Eva seguiram seu caminho louvando-O e adorando-O com o coração pesaroso.
    4. E Deus interrompeu a comunicação com eles.
    IX
    1. Então Adão e Eva deixaram a Caverna dos Tesouros e aproximaram-se do portão do jardim e ali pararam a olhar para ele e choraram por dele terem saído.
    2. E Adão e Eva partiram da frente do portão do jardim em direção ao sul e encontraram ali a água que irrigava o jardim, a água da raiz da Árvore da Vida e que se dividia em quatro rios que corriam pela terra.
    3. Então eles vieram e aproximaram-se desta água e olharam para ela; e viram que era a água que brotava da raiz da Árvore da Vida que estava no jardim.
    4. E Adão chorou e gemeu e golpeou seu peito por estar afastado do jardim; e disse a Eva:
    5. “E por que tu trouxeste sobre mim, sobre ti mesma e sobre nossa descendência tantos flagelo se castigos?”
    6. E Eva disse-lhe: “Que foi que tu viste para chorar e falar-me assim? ”
    7. E disse ele a Eva:“Não vês esta água que estava conosco no jardim e que irrigava as árvores do jardim e de lá corria”?
    8. “E nós, quando estávamos no jardim, não nos importávamos com isto; mas desde que viemos para esta terra estranha, nós a amamos, e faremos uso dela para nosso corpo.”
    9. Mas quando Eva ouviu dele essas palavras, chorou; e cheios de dor e gemendo, caíram na água; e ali teriam acabado consigo mesmos, a fim de nunca mais voltar a ver a criação; pois quando eles olharam para a obra da criação, sentiram que deviam pôr um fim a si mesmo.
    X
    1. Então Deus, misericordioso e benevolente, olhou para eles assim, caídos na água tão próximos da morte e enviou um anjo que os tirou da água e deitou-os na praia como mortos.
    2. Então o anjo subiu até Deus, foi bem-vindo e disse:“Ó Deus, Vossas criaturas deram seu último suspiro.”
    3. Então Deus enviou Sua Palavra a Adão e Eva e os ressuscitou de sua morte.
    4. E Adão disse, após haver sido ressuscitado: “Ó Deus, enquanto estávamos no jardim nem nos importávamos com esta água nem dela necessitávamos; mas desde que viemos para esta terra não podemos passar sem ela ”
    5. Então Deus disse a Adão: “Enquanto estava sob Meu comando e eras um anjo luminoso, não conhecias esta água.”.
    6. ” Mas após teres desobedecido ao Meu mandamento, não podes passar sem água para lavar teu corpo e fazê-lo crescer; pois este é agora como o das feras e necessita de água.”
    7. Quando Adão e Eva ouviram essas palavras de Deus choraram um choro amargo; e Adão suplicou a Deus que lhe permitisse voltar ao jardime olhar para ele uma vez mais.
    8. Mas Deus disse a Adão: “Eu te fiz uma promessa; quando esta promessa for cumprida, Eu te trarei de volta ao jardim, a ti e à tua descendência justa”.
    E Deus parou de se comunicar com Adão.
    XI
    1. Então Adão e Eva sentiram-se queimando de sede e calor e tristeza.
    2. E Adão disse a Eva: “Não devemos beber desta água, mesmo se morrermos”.“Ó Eva, quando esta água penetrar em nossas entranhas, aumentará nossos castigos e os de nossos filhos que virão depois de nós”.
    3. Adão e Eva abstiveram-se então da água e não beberam nada; Mas caminharam e entraram na Caverna dos Tesouros.
    4. Mas uma vez dentro dela Adão não podia ver Eva; ele apenas ouvia o ruído que ela fazia.
    Nem ela podia ver Adão, mas ouvia o ruído que ele fazia.
    5. Então Adão chorou em profundo sofrimento e golpeou seu peito; e erguendo-se disse a Eva:“Onde estás?”
    6. E ela lhe disse: “Vê, eu estou nesta escuridão”.
    7. Ele então lhe disse: “Recorda-te da natureza luminosa na qual vivíamos enquantohabitávamos no jardim”!
    8. “Ó Eva, Recorda-te da glória qe repousava em nós no jardim”. Ó Eva! “Recorda-te das árvores que faziam sombra sobre nós no jardim enquanto nos movíamos entre elas”.
    9. ”Ó Eva! Recorda-te de que, enquanto estávamos no jardim, não conhecíamos nem a noite nemo dia. Pensa na Árvore da Vida, de sob a qual brotava a água e que derramava brilho sobre nós!
    “Recorda-te, ó Eva, da terra do jardim e da sua luminosidade”!
    10. “Pensa, oh! pensa neste jardim onde não havia escuridão enquanto morávamos nele!”
    11. ”Enquanto que, tão logo chegamos a esta Caverna dos Tesouros, a escuridão envolveu-nos;tanto que não mais podemos ver-nos um ao outro; e todo o prazer desta vida chegou a um fim”.
    XII
    1. Então Adão golpeou seu peito, e também Eva, e eles prantearam a noite inteira até a aurora seaproximar, e eles lamentaram suspirando a noite longa em Miyazia.
    2. E Adão agrediu-se e jogou-se no chão da caverna, em amargo pesar, e por causa da escuridão,ali permaneceu como morto.
    3. Mas Eva ouviu o barulho que ele fez ao cair ao chão. E ela tateou à sua volta procurando-o eencontrou-o como um cadáver.
    4. Então ela ficou com medo, sem fala e permaneceu junto dele.
    5. Mas o YHWH misericordioso olhou para a morte de Adão e para o silêncio de Eva por causado medo da escuridão.
    6. E a Palavra de Deus chegou a Adão e ressuscitou-o de sua morte, e abriu a boca de Eva paraque ela voltasse a falar.
    7. Então Adão ergueu-se na caverna e disse: “Ó Deus, por que a luz nos deixou e a escuridãonos acometeu”? Por que nos deixais nesta longa escuridão? Por que nos quereis assim castigar”?
    8. “E esta escuridão, ó YHWH, onde estava antes de nos acometer? Ela é tamanha que nãopodemos ver um ao outro”.
    9. “Pois, enquanto estávamos no jardim, não vimos nem mesmo sabíamos o que é a escuridão”. “Eeu não fiquei oculto de Eva, nem ela ficou oculta de mim, até que agora ela não me pode ver; enenhuma escuridão nos havia acometido antes, separando-nos um do outro”.
    10. “Mas ela e eu estávamos ambos numa única luz brilhante”. Eu a via e ela a mim. “Mas agora desde que entramos nesta caverna, a escuridão nos envolveu e nos separou, assim que eu não a vejo e ela não vê a mim”.
    11. “Ó YHWH,quereis então castigar-nos com esta escuridão ?”
    XIII
    1. Então , quando Deus, que é misericordioso e cheio de piedade, ouviu a voz de Adão, lhe disse:
    2. “Ó Adão, enquanto o bom anjo foi obediente a Mim, a luz brilhante repousava nele e em suashostes”.
    3. “Mas quando ele desobedeceu Meu mandamento, Eu o privei dessa natureza luminosa, e elese tornou opaco”.
    4.“E quando ele estava nos céus, nos domínios de luz, ele não conhecia nada da escuridão”.
    5. “Mas ele desobedeceu e Eu o fiz cair do céu para a terra; e foi esta escuridão que lhesobreveio”.
    6. “E sobre ti, ó Adão, enquanto em Meu jardim e obediente a Mim, esta luz brilhante repousoutambém sobre ti”.
    7. “Mas, quando Eu soube de tua desobediência, privei-te desta luz brilhante”. Ainda assim, porMinha misericórdia, não te transformei em escuridão, mas fiz teu corpo de carne, e sobre eleestendi esta pele, a fim de que suporte o frio e o calor”.
    8. “Tivesse Eu permitido à Minha ira cair pesadamente sobre ti, serias destruído; e tivesse Eu tetransformado em escuridão, seria como se Eu te matasse”.
    9. “Mas, em Minha misericórdia, fiz-te como és, quando tu desobedeceste ao meu mandamento,ó Adão, expulsei-te do jardim e te fiz chegar a esta terra; e ordenei-te habitar nesta caverna; e aescuridão caiu sobre ti, como caiu sobre aquele que desobedeceu ao Meu mandamento”.
    10. “Neste caso, ó Adão, esta noite te enganou,a noite não há de durar para sempre; mas pordoze horas apenas; quando terminar, a luz do dia retornará”.
    11. “Não lamentes, portanto, nem te alteres, e não digas em teu coração que esta escuridão élonga e se arrasta devagar; e não digas em teu coração que Eu te estou castigando com isto”.
    12. “Fortalece teu coração e não tenhas medo”. Esta escuridão não é castigo. Mas, ó Adão, Eu fizo dia e coloquei nele o sol para dar luz, a fim de que tu e teus filhos fizésseis o vosso trabalho.
    13. “Pois Eu sabia que tu irias pecar e desobedecer, e vir para esta terra”.“Ainda assim Eu não te forçaria, nem seria duro contigo, nem te confinaria; nem te condenaria por tua queda; nem por tua saída da luz para a escuridão; nem mesmo por tua saída do jardim para esta terra”.
    14. “Pois Eu te fiz de luz; e quis gerar de ti filhos de luz, semelhantes a ti”.
    15. “Mas um dia tu não guardaste Meu mandamento; antes que Eu terminasse a criação eabençoasse tudo nela”.
    16. “Então Eu te dei um mandamento acerca da árvore, de não comeres dela”. Mesmo assim Eusabia que Satã, que se enganou a si próprio, também te enganaria.
    17. “Assim Eu te fiz saber, por meio da árvore, que não te aproximasses dele. E Eu te disse paraque não comesses do seu fruto, nem dele provasses, nem te sentasses debaixo dela”.
    18. “Não tivesse Eu falado a ti, ó Adão, acerca da árvore, e te deixasse sem um aviso, e tutivesses pecado, teria sido uma maldade de Minha parte não te dar nenhum aviso; tu te voltariase Me culparias por isto”.
    19. “Mas Eu te dei o mandamento e te preveni, e tu caíste”. Assim, Minhas criaturas não mepodem culpar; porém a culpa recai sobre elas somente”.
    20. “E, ó Adão, Eu fiz o dia para ti e para teus descendentes que virão depois de ti, para nele trabalhares e labutarem”.“E Eu fiz a noite para eles descansarem nela do seu trabalho; e para os animais do campo saírem à noite e procurarem seu alimento”.
    21. “Porém, é pouca a escuridão que te resta agora, ó Adão; pois a luz do dia logo surgirá”.
    XIV
    1. Então Adão disse a Deus: “Ó YHWH, levai Minh ‘alma, e não me deixeis mais ver estastrevas; ou levai-me a algum lugar onde não haja escuridão”.
    2. Mas Deus o YHWH disse a Adão: “Em verdade Eu te digo, esta escuridão passará por ti todosos dias que determinei para ti até o cumprimento da Minha aliança; quando então Eu te salvarei ete levarei de novo para o jardim, para a morada de luz que tu almejas, onde não há escuridão. Euo trarei a ele, ao reino do céu”.
    3. Novamente Deus disse a Adão: “Toda esta miséria que acarretaste sobre ti por causa da tuadesobediência não te libertará das mãos de Satã e ele não te salvará”.
    4. “Mas Eu, sim, salvar-te-ei”.“Quando Eu descer do céu e tornar-Me carne da tua descendência, e tomar sobre Mim a enfermidade da qual tu padeces, então a escuridão que caiu sobre ti nesta caverna virá sobre Mim no túmulo, quando Eu estiver na carne da tua descendência”.
    5. “E Eu, que sou eterno, estarei sujeito à contagem dos anos, dos tempos, dos meses e dos dias,e serei considerado como um dos filhos dos homens, para te salvar”.
    6. E Deus parou de se comunicar com Adão.
    XV
    1. Então Adão e Eva choraram e entristeceram-se por causa das palavras que Deus lhe dissera,que eles não voltariam ao jardim até o cumprimento dos dias decretados para eles; masprincipalmente por haver Deus dito que Ele deveria sofrer para salvá-los.
    XVI
    O primeiro alvorecer. Adão e Eva pensam que é um fogo vindo para exterminá-los.
    1. Depois disso Adão e Eva não pararam de orar e chorar na caverna até que a manhã desceusobre eles.
    2. E ao ver a luz sendo-lhes devolvida, deixaram de ter medo e fortaleceram seus corações.
    3. Então Adão começou a sair da caverna. E quando chegou na boca da caverna, parou e voltousua face em direção do leste, viu o sol levantar-se em raios brilhantes e sentiu o seu calor no seucorpo; teve medo dele e pensou em seu coração que esta chama vinha para castigá-lo.
    4. Ele chorou então e golpeou seu peito, e prostrou-se com a face na terra e fez seu pedidodizendo:
    5. “Ó YHWH, não me castigueis, nem me destruais, nem tireis já minha vida da terra”.
    6. Pois ele pensou que o sol era Deus.
    7. Já que enquanto estava no jardim e ouvia a voz de Deus e o som que Ele fazia no jardim e o temia, Adão nunca vira a luz brilhante do sol, nem seu calor flamejante tocara seu corpo.
    8. Porisso, ele ficou com medo do sol quando seus raios ardentes o alcançaram. Ele pensou quecom isto Deus tencionava castigá-lo todos os dias decretados por ele.
    9. Pois Adão também disse em seus pensamentos: “Já que Deus não nos castigou com aescuridão, eis que Ele fez este sol nascer para castigar-nos, queimando-nos com seu calor”.
    10. Mas, enquanto ele assim pensava no seu coração, a Palavra de Deus veio e lhe disse:
    11. “Ó Adão, levanta-te e põe-te em pé”. Este sol não é Deus; mas foi criado para iluminar o dia.
    Foi o que Eu te falei na caverna dizendo que a aurora irromperia e haveria luz durante o dia.
    XVII
    A serpente
    1. Então Adão e Eva saíram pela boca da caverna e caminharam em direção ao jardim.
    2. Mas ao aproximarem-se dele, defronte ao portão oeste, do qual viera Satã quando enganouAdão e Eva, encontraram a serpente que se tornara Satã e que tristemente lambia o pó e searrastava com seu peito no chão, por causa da maldição de Deus.
    3. A serpente, que antes tinha sido o mais sublime de todos os animais, agora estava mudada e setornara escorregadia e o pior de todos eles e arrastava-se sobre seu peito e andava sobre seuventre.
    4. Considerando que fora o mais belo de todos os animais, mudada, tornou-se o mais feio detodos eles. Em vez de alimentar-se do melhor, agora comia o pó. Em vez de habitar, como antes,os melhores lugares, agora viva no pó.
    5. E, enquanto era o mais belo de todos os animais, todos emudeciam perante sua beleza; agorase tornara abominável.
    6. E, novamente, enquanto ela habitara uma bela morada, todos os outros animais para aliacorriam; e onde bebessem, eles também bebiam; agora, depois de se tornar venenosa pelamaldição de Deus, todos os animais fugiam de sua morada, e não bebiam mais da água que elabebesse; mas fugiam desta.
    XVIII
    O combate mortal com a serpente
    1. Quando a amaldiçoada serpente viu Adão e Eva, inclinou a cabeça, pôs-se sobre sua cauda ecom os olhos injetados de sangue, fez menção de matá-los.
    2. E avançou diretamente para Evae lançou-se atrás dela; enquanto Adão, de lado, chorava pornão ter uma vara em suas mãos com a qual pudesse golpear a serpente, e não sabia como mata-la.
    3. Mas, com o coração ardendo por Eva, Adão aproximou-se da serpente e a segurou pela cauda;quando então ela se voltou em sua direção e disse:
    4. “Ó Adão, por causa de ti e de Eva eu sou escorregadia e ando sobre meu ventre.” Então, sendogrande sua força, derrubou Adão e Eva e os esmagou, com intenção de matá-los.
    5. Mas Deus mandou um anjo que lançou a serpente para longe deles e os ergueu.
    6. Então a Palavra de Deus veio à serpente, dizendo: “Da primeira vez Eu te fiz loquaz e te fizandar sobre teu ventre; mas Eu não te havia privado da fala”.
    7. “Agora,entretanto, sê muda; e não mais falarás, tu e tua raça; porque da primeira vez a ruínadas minhas criaturas aconteceu através de ti, e agora tu querias matá-las”.
    8. Então a serpente emudeceu e não mais falou.
    9. E soprou um vento do céu por ordem de Deus e carregou a serpente para longe de Adão e Eva, jogando-a na beira do mar, e ela foi parar na Índia.
    XIX
    1. Mas Adão e Eva choraram perante Deus. E Adão disse-Lhe:
    2. “Ó YHWH, quando eu estava na caverna Vos disse, meu YHWH, que os animais do campo selevantariam e me devorariam e eliminariam minha vida na terra”
    3. Então Adão, por causa do que lhe havia acontecido, golpeou seu peito e prostrou-se em terracomo um cadáver; então sobreveio a Palavra de Deus que o ergueu e disse-lhe:
    4. “Ó Adão, nenhum desses animais poderá ferir-te porque quando Eu fiz estes animais e outrascoisas moventes virem até ti na caverna, não permiti à serpente vir com eles, para que não se
    Levantasse contra vós e vos fizeste tremer; e o medo que sentiríeis penetrasse em vossoscorações.
    5. “Pois Eu sabia que esta amaldiçoada é maldosa; por isso, Eu não lhe permiti chegar perto de vós com os outros animais”.
    6. “Mas agora fortalece teu coração e não tenhas medo”.“Eu estou contigo até o fim dos dias que determinei para ti”.
    XX
    1. Então Adão chorou e disse: “Ó Deus, levai-nos para algum outro lugar, onde a serpente não possa novamente aproximar-se e levantar-se contra nós. Para que não encontre Vossa criada Eva sozinha e a mate, pois seus olhos são medonhos e maus”.
    2. Mas Deus disse a Adão e Eva: “Daqui por diante não tenhais medo, não permitirei que ela se aproxime de vós; Eu a afastei de vós, dessa montanha; nem permitirei que ela de modo algum vos machuque”
    3. Então Adão e Eva adoraram a Deus e deram-lhe graças, e louvaram-no por livrá-los da morte.

    SEGUNDO LIVRO DE ADÃO E EVA

    1 - Quando Luluva ouviu as palavras de Caim, chorou e foi chamar seu pai e sua mãe, e contou-lhes como é que Caim matara seu irmão Abel.


    2 - Então todos eles clamaram em altos brados e elevaram suas vozes e bateram em suas faces e jogaram pó sobre a cabeça e rasgaram suas vestes e saíram e chegaram ao lugar onde Abel fora morto.

    3 - E encontraram-no prostrado na terra, morto, e as feras a sua volta; enquanto eles choravam e gritavam por causa deste justo. Seu corpo, por causa de sua pureza, exalava um aroma de doces especiarias.

    4 - E Adão carregou-o, suas lágrimas rolando por sua face; e foi à Caverna dos Tesouros, onde o depositou e envolveu-o com especiarias, doces e mirra.

    5 - E Adão e Eva continuaram com o seu funeral, em grande pesar, por cento e quarenta dias. Abel tinha quinze anos e meio de idade, Caim dezessete e meio.

    6 - Quanto a Caim, quando o luto pelo seu irmão terminara, tomou sua irmã Luluva e casou-se com ela, sem consentimento de seu pai e sua mãe pois, eles não podiam mantê-lo longe dela, por causa de seus corações pesarosos.

    7 - Ele então desceu até a base da montanha, longe do jardim, perto do lugar onde havia matado seu irmão.

    8 - E neste lugar havia muitas árvores frutíferas e florestas. Sua irmã deu-lhes filhos que por sua vez começaram a se multiplicar, gradativamente até que encheram aquele lugar.

    9 - Mas quanto a Adão e Eva não se uniram depois do funeral de Abel por sete anos. Após isso, entretanto, Eva concebeu e enquanto estava grávida de Adão lhe disse: “Vem, vamos fazer uma oferenda e oferecê-la a Deus e pedir-Lhe que nos de uma bela criança, em que possamos achar consolo, e que possamos unir em matrimônio à irmã de Abel”.

    10 - Então eles prepararam uma oferenda e trouxeram-no ao altar, ofereceram — na perante o Senhor, puseram-se pedir-Lhe que aceitasse sua oferenda e que lhes desse um bom filho.

    11 - E Deus ouviu Adão e aceitou sua oferenda. Então, eles fizeram culto, Adão, Eva e sua filha, e desceram à Caverna dos Tesouros e colocaram uma lamparina ali, a fim de queimar de noite e de dia, diante do corpo de Abel.

    12 -Então Adão e Eva continuaram a jejuar e orar até que chegou a hora do parto de Eva, quando então ela disse a Adão: “Eu desejo ir à caverna na rocha para ali dar à luz”.

    13 - E ele disse: “Vai e leva contigo tua filha para cuidar de ti; mas eu permanecerei nesta Caverna dos Tesouros diante do corpo de meu filho Abel”.

    14 - Então Eva obedeceu a Adão e foi com sua filha. Mas Adão permaneceu sozinho na Caverna dos Tesouros.

    Capítulo 2

    1 - E Eva deu à luz um filho perfeito e belo de figura e semblante. Sua beleza era como a de seu pai Adão, ainda mais belo.

    2 - Então Eva consolou-se ao vê-lo, e permaneceu oito dias na caverna; em seguida ela enviou sua filha a Adão para lhe dizer que viesse ver a criança e lhe desse um nome. Mas a filha ficou em seu lugar ao lado do corpo de seu irmão até que Adão voltasse. Assim fez ela.

    3 - Assim, quando Adão veio e viu a boa aparência da criança, sua beleza, e sua figura perfeita, alegrou-se com ele, e consolou-se por Abel. Então deu à criança o nome de Seth, que significa “que Deus ouviu minha prece e libertou-me de minha aflição”. Mas isto também significa “poder e força”.

    4 - Então, após Adão ter dado um nome à criança, ele voltou à Caverna dos Tesouros; e sua filha retomou para sua mãe.

    5 - Mas Eva continuou em sua caverna, até que se completassem quarenta dias, quando então ela foi a Adão, levando consigo a criança e sua filha.

    6 - E eles foram ao rio de água, onde Adão e sua filha lavaram-se por causa de sua tristeza por Abel; mas Eva e o bebê lavaram-se para se purificar.

    7 - Então eles retomaram e pegaram uma oferenda, foram à montanha e fizeram a oferenda pelo bebê; e Deus aceitou. sua oferenda, enviou Sua bênção sobre eles e sobre seu filho Seth; e eles voltaram à Caverna dos Tesouros.

    8 - Quanto a Adão, ele não conheceu novamente sua mulher Eva pelo resto dos dias de sua vida; nem mais nasceu-lhes descendência; mas apenas aqueles cinco, Caim, Luluva, Abel, Aclia e Seth.

    9 - Mas Seth encorpava em estatura e força; e começou a jejuar e orar com fervor.

    Capítulo 3

    1 - Quanto a nosso pai Adão, ao final de sete anos de separação de sua mulher Eva, foi alvo da inveja de Satã; e lutou para fazê-lo viver com ela novamente.

    2 - Então Adão ergueu-se e foi para cima da Caverna dos Tesouros; e continuou a dormir ali noite após noite. Mas logo que clareava, todos os dias, ele descia para a caverna para orar e receber uma bênção.

    3 - Mas quando anoitecia ele subia ao topo da caverna, onde dormia sozinho, com receio de que Satã o derrotasse. E continuou assim separado por trinta e nove dias.

    4 - Então Satã, aquele que odeia tudo o que é bom, ao ver Adão assim sozinho, jejuando e orando, apareceu-lhe na forma de uma bela mulher, que veio e parou na sua frente na noite do quadragésimo dia, e disse-lhe:

    5 -“O Adão, desde o tempo em que morais nesta caverna, temos sentido grande paz entre vós, e vossas preces nos alcançaram e temos estado contentes conosco.

    6 -“Mas agora, ó Adão, que tu subiste ao topo da caverna para dormir, tivemos dúvidas acerca de vós, e grande tristeza se nos abateu por causa de tua separação de Eva”. Então, novamente, quando estás no topo desta caverna, tua prece esvazia-se e teu coração vagueia de um lado a outro.

    7 - “Mas quando tu estavas na caverna” tua prece era como fogo concentrado; ele descia até nós e tu encontravas descanso.

    8 - Então eu também lamentei por teus filhos que es tão separados de ti; e minha tristeza é grande pelo assassínio de teu filho Abel; pois ele era justo; e todos afligem-se por um homem justo.

    9 - “Mas eu me alegrei com o nascimento de teu filho Seth mas depois de pouco tempo eu me entristeci muito por causa de Eva, porque ela é minha irmã. Pois quando Deus enviou um grande sono sobre ti e tirou-a do teu lado, Ele me tirou também junto com ela. Mas Ele a elevou colocando-a contigo, ao mesmo tempo que rebaixou a mim.

    10 -“Eu me alegrei por causa de minha irmã por ela estar contigo”. Mas Deus me tinha feito uma promessa antes: Não te lamentes; quando Adão subir ao topo da Caverna dos Tesouros e separar-se de Eva sua mulher, Eu te enviarei a ele, te unirás a ele em casamento dar-lhe-ás cinco filhos, como Eva lhe deu cinco.

    11 -“E agora, vê a promessa de Deus para comigo é cumprida; pois foi Ele quem me enviou a ti para o casamento porque se tu te casares comigo, eu te darei filhos mais belos e melhores que os de Eva”.

    12 -“Então, novamente, ti és ainda apenas um jovem; não termines tua juventude neste mundo em tristeza; mas passa os dias de tua juventude em gozo e prazer”. Pois teus dias são poucos e tua provação é grande. Sê forte; termina teus dias neste mundo em júbilo. Eu terei prazer contigo e tu regozijas comigo desta maneira, sem receio.

    13 -“Levanta-te, pois, e cumpre a ordem de teu Deus”. Ela então se acercou de Adão e abraçou-o.

    14 - Mas ao ver que ele seria vencido por ela, Adão orou a Deus com grande fervor para que Ele o libertasse dela.

    15 - Então Deus enviou Sua Palavra a Adão, dizendo: “Ó Adão”, esta figura é daquele que te prometera a Divindade e majestade; ele não é benevolente para contigo; mas mostra-se a ti uma vez na forma de uma mulher; em outro momento, na semelhança de um anjo; em outras ocasiões, na semelhança de uma serpente; e em outra hora, na semelhança de um deus; mas ele faz tudo isso apenas para destruir tua alma.

    16 -“Agora, portanto, ó Adão, compreendendo teu coração, Eu te libertei muitas vezes de suas mãos; para mostrar-te que Eu sou um Deus misericordioso; e que Eu quero o teu bem e não tua ruína,”

    Capítulo 4

    1 - Então Deus ordenou a Satã que se mostrasse a Adão diretamente, em sua própria forma hedionda.

    2 - Mas quando Adão o viu, teve medo e tremia ao ver o seu aspecto.

    3 - E Deus disse a Adão: “Olha para este demônio e para sua aparência hedionda, e saibas que foi ele quem te fez cair da luz para a escuridão, da paz e do repouso para a labuta e a miséria”.

    4 - E olha, ó Adão, para aquele que disse de si mesmo que era Deus! Pode Deus ser negro? Acaso Deus tomaria a forma de uma mulher? Acaso há alguém mais forte que Deus? E pode Ele ser vencido?

    5 - “Olha, pois, ó Adão, e vê como ele está preso na tua presença, no ar, incapaz de fugir! Portanto, Eu te digo, não tenhas medo dele; daqui em diante toma cuidado, e cuidado com ele, no que ele possa te fazer!”

    6 - Então Deus expulsou Satã para longe de Adão, a quem Ele fortaleceu, e cujo coração Ele consolou, dizendo-lhe: “Desce à Caverna dos Tesouros e não te separes de Eva; Eu suprimirei de ti todo desejo animal”.

    7 - A partir deste momento o desejo deixou Adão e Eva, e eles desfrutaram o repouso por ordem de Deus, Mas Deus não fez o mesmo a nenhum dos descendentes de Adão, mas apenas a Adão e Eva.

    8 - Então Adão adorou o Senhor por tê-lo libertado e por ter apaziguado suas paixões. E ele desceu de cima da caverna e habitou com Eva como dantes.

    9- Isto pôs um fim aos quarenta dias de sua separação de Eva.

    Capítulo 5

    1 - Quanto a Seth, quando tinha sete anos de idade, conhecia o bem e o mal, era persistente em jejuar e orar, e passava todas as suas noites suplicando a Deus por misericórdia e perdão.

    2 - Ele também jejuava ao elevar sua oferenda todos os dias, mais do que seu pai: pois tinha um belo semblante, como o de um anjo de Deus. Ele também tinha um bom coração, preservando as melhores qualidades de sua alma; e por esta razão erguia sua oferenda todos os dias.

    3 - E a Deus agradava sua oferenda; mas também Lhe agradava sua pureza. E ele continuou assim fazendo a vontade de Deus, de seu pai e sua mãe, até completar sete anos de idade.

    4 - Após isso, descendo do altar e tendo terminado sua oferenda, Satã apareceu-lhe na forma de um belo anjo, cheio de luz; com uma vara de luz em sua mão, cingido com um cinto de luz.

    5 - Ele cumprimentou Seth com um belo sorriso e se pôs a iludi-lo com belas palavras, dizendo-lhe: “O Seth, por, que moras nesta montanha? Pois aqui é áspero, cheio de pedras e areia, de árvores sem frutos comestíveis; um lugar ermo sem habitações e sem cidades; não é um bom lugar para habitar. Mas tudo é calor, cansaço e sofrimento”.

    6 - Ele continuou dizendo: “Mas nós moramos em belos lugares, num mundo diferente desta terra. Nosso mundo é de luz e nossas condições são das melhores; nossas mulheres são mais bonitas que quaisquer outras; e eu desejo que tu, ó Seth, te cases com uma delas; porque vejo que tu és belo de se olhar, e nesta terra não há nenhuma mulher à tua altura. Além disso, os que vivem neste mundo são apenas cinco alma a ao todo.

    7 -“Mas em nosso mundo há muitos homens e muitas donzelas, um mais belo que o outro Eu desejo, portanto, levar-te daqui, para que tu possas ver meus parentes e casar-te com quem tu preferires.

    8 -“Tu então habitarás comigo e estarás em paz; tu serás pleno de esplendor e luz, como nós”.

    9 -“Tu permanecerás em nosso mundo e descansará; deste mundo e da sua miséria tu nunca mais te sentirás cansado e esgotado; tu nunca mais farás uma oferenda, nem pedirás misericórdia; pois não cometerás mais pecado nem serás arrebatado por paixões”.

    10 -“E se ouvires o que te digo, tu te casarás com uma das minhas filhas; pois entre nós não é pecado fazê-lo; nem é considerado desejo animal”.

    11 - “Pois em nosso mundo não temos Deus, mas somos todos deuses; todos pertenceram à luz, celestial, poderosos fortes e gloriosos.”

    Capítulo 6

    1-Quando Seth ouviu essa palavras, ficou maravilhado inclinou seu coração para o discurso traiçoeiro de Satã e disse-lhe: “Acaso disseste que há um outro mundo criado além deste, e outras criaturas mais belas que as criaturas que estão neste mundo?”

    2 E Satã disse: “Sim; procura ouvir o que te disse, mas eu ainda as louvarei e a seu modo de ser, para que me ouças”.

    3 Mas Seth lhe disse: “Teu discurso maravilhou-me; e tua bela descrição de tudo isto.

    4 “Ainda assim eu não posso ir contigo hoje, não antes de ir a meu pai Adão e a minha mãe Eva e dizer-lhes tudo o que me contaste. Então se eles me permitirem ir contigo, eu Irei.

    5 Novamente Seth disse: “Receio fazer qualquer coisa sem o consentimento de meu pai e minha mãe, para que eu não pereça como meu irmão Caim e como meu pai Adão, que desobedeceu ao mandamento de Deus. Mas, vê, tu conheces este lugar; vem e encontra-te comigo aqui amanhã”.

    6 Quando Satã ouviu isto, ele disse a Seth: “Se tu contares a teu pai Adão o que eu te contei, ele não te permitirá vir comigo.

    7 “Mas ouve-me; não contes a teu pai e tua mãe o que eu te disse; mas vem comigo hoje para nosso mundo; onde tu verás lindas coisas e divertir-te-ás ali, e festejarás este dia entre meus filhos, vendo-os e tomando tua dose de alegria; e rejubilando-te mais e mais. Então eu te trarei de volta a este lugar amanhã; mas se tu preferires habitar comigo, que assim seja.”

    8 Então Seth respondeu: “O espírito de meu pai e de minha mãe depende de mim; e se eu me esconder deles por um dia sequer, eles morrerão, e Deus me considerará culpado por pecar contra eles.

    9 “E não fosse por saberem que eu vim a este lugar para trazer minha oferenda, eles não se separariam de mim nem por uma hora sequer; nem eu iria a qualquer outro lugar, a menos que eles me permitissem. Mas eles me tratam muito bem, pois eu volto a eles rapidamente.”

    10 Então Satã lhe disse: “Que acontecerá a ti se te esconderes deles por uma noite apenas e voltares a eles ao raiar do dia”?

    11 Mas Seth, quando viu como ele continuava a falar e que ele não o largaria, correu, subiu ao altar, estendeu suas mãos a Deus e buscou dEle a libertação.

    12 Então Deus enviou Sua Palavra e amaldiçoou Satã, que fugiu dele.

    13 Mas quanto a Seth, ele tinha subido ao altar, assim dizendo em seu coração: “O altar é o lugar de oferenda, e Deus está ali; um fogo divino a consumirá, assim Satã será incapaz de me machucar, e não me levará daqui”.

    14 Então Seth desceu do altar e foi até seu pai e sua mãe, a quem encontrou no caminho, com saudade de ouvir sua voz, pois ele se tinha atrasado um pouco.

    15 Ele então se pôs a contar-lhes o que lhe acontecera com Satã, sob a forma de um anjo.

    16 Mas quando Adão ouviu este relato, beijou sua face e preveniu-o quanto àquele anjo, contando-lhe que era Satã que assim lhe aparecera. Em seguida Adão pegou Seth, foram à Caverna dos Tesouros e rejubilaram-se ali.

    17 Mas daquele dia em diante Adão e Eva nunca mais se separaram dele, fosse para onde ele fosse, ou por sua oferenda ou por qualquer outra coisa.

    18 Este sinal acontecera a Seth quando ele tinha nove anos de idade.

    Capítulo 7

    1 Quando nosso pai Adão viu que Seth tinha um coração perfeito, quis que ele se casas-se; para que o inimigo não lhe aparecesse mais uma vez e o dominasse.

    2 Assim Adão disse a seu filho Seth: “Eu desejo, ó meu filho, que tu te cases com sua irmã Aclia, a irmã de Abel, para que ela te dê filhos, que povoarão a terra; de acordo com a promessa de Deus a nós.

    3 “Não tenhas medo, ó meu filho; não há vergonha nisso. Eu desejo que tu te cases, por receio de que o inimigo te vença.”

    4 Seth, entretanto, não desejava se casar; mas por obediência as seu pai e sua mãe, ele não disse palavra.

    5 Assim Adão casou-o com Aclia. E ele tinha quinze anos de idade.

    6 Mas quando completou vinte anos, ele gerou um filho, a quem chamou de Enós; e depois gerou outros filhos além deste.

    7 Quando Enós tomou-se adulto, casou-se e gerou Cainã.

    8 Cainã também tomou-se adulto, casou-se, e gerou Malaleel.

    9 Esses antepassados nasceram durante a vida de Adão e moraram na Caverna dos Tesouros.

    10 Então chegou a época dos novecentos e trinta anos de Adão e dos cem de Malaleel Mas Malaleel, ao tomar-se adulto, gostava de jejuar, orar e do trabalho duro; até que o fim dos dias de Adão aproximou-se.

    Capítulo 8

    1 - Quando nosso pai Adão viu que seu fim estava próximo chamou seu filho Seth, que veio a ele na Caverna dos Tesouros e disse-lhe:

    2 - “Seth, meu filho, traze-me teus filhos e os filhos de teus filhos, para que eu possa abençoá-los antes de morrer”.

    3 - Quando Seth ouviu estas palavras de seu pai Adão, retirou-se derramou um rio de lágrimas sobre suas faces e reuniu seus filhos e os filhos de seus filhos, e trouxe-os a seu pai Adão.

    4 - Mas quando nosso pai Adão viu-os em sua volta, chorou por ter de separar deles.

    5 - E quando eles o viram chorando, todos choraram junto, prostraram-se sobre suas face dizendo: “Como é que serás separado de nós, ó nosso pai? como é que a terra te receberá e  esconder-te-á de nossos olhos” Assim eles se lamentaram muito, e com palavras assim.

    6 - Então nosso pai Adão abençoou-os a todos e disse a Seth, depois de abençoá-los:

    7 -“O Seth, meu filho, tu conheces este mundo, que cheio de tristeza e exaustão; e sabes de tudo o que nos aconteceu, de nossas provações aqui. Eu, portanto, ordeno-te agora com estas palavras; guardar a inocência, ser puro e justo e confiante em Deus; e não te inclinares aos discursos de Satã, nem às aparições nas quais ele se mostrar a ti.

    8 -“Mas guarda os mandamentos que eu te dou neste dia de hoje; depois os dá a teu filho Enós; e que Enós os dê a seu filho Cainã, e Cainã a seu filho Malaleel; de maneira que estes mandamentos prevaleçam firmemente entre vossos filhos”.

    9 -“O Seth, meu filho, no momento em que eu morrer tomai meu corpo e ungi-o com mirra, aloés e cássia e deixai-me aqui nesta Caverna dos Tesouros, onde estão estas lembranças todas que Deus nos deu do jardim”.

    10 -“O meu filho, mais tarde virá um dilúvio que destruirá todas as criaturas e poupará apenas oito almas”.

    11 -“Mas, ó meu filho, que aqueles que forem poupados dentre vossos filhos naquele tempo, levem meu corpo num barco até o dilúvio passar e eles saírem do barco.

    12 -“Então eles levarão meu corpo e depositá-lo-ão no centro da terra, pouco depois de serem salvos das águas do dilúvio”.

    13 - “Pois o lugar onde meu corpo será depositado é o centro da terra; Deus virá dali e salvará toda a nossa raça”.

    14 -“Mas agora, ó Seth, meu filho, coloca-te à frente de teu povo; cuida dele e mantêm-no no temor de Deus; e conduze-o no bom caminho”.Ordena-lhe que jejue para Deus; e faze-o entender que não deve seguir Satã, para que ele não o destrua.

    15 - “Então, novamente, afasta teus filhos e os filhos de teus filhos dos filhos de Caim; nunca lhes permitas misturarem-se com aqueles; nem se aproximarem deles, seja em suas palavras, seja em seus atos.”

    16 - Então Adão fez sua bênção descer sobre Seth, sobre seus filhos, e sobre todos os filhos de seus filhos.

    17 - Em seguida voltou-se para seu filho Seth e para Eva sua mulher, e disse-lhes: “Preservai este ouro, este incenso e esta mirra que Deus nos deu como uma marca; pois nos dias vindouros um dilúvio exterminará a criação inteira”. Mas aqueles que entrarem para a arca deverão levar consigo o ouro, o incenso e a mirra, junto com meu corpo; e depositarão o ouro, o incenso e a mirra, com meu corpo no centro da terra.

    18 - “Então, depois de um longo tempo, a cidade onde forem encontrados o ouro, o incenso e a mirra com meu corpo, será saqueada. Mas quando for saqueada, o ouro, o incenso e a mirra serão guardados junto com o espólio guardado, e nenhum deles perecerá, até que venha a Palavra de Deus feito homem; quando reis os levarão e os oferecerão a Ele, o ouro em lembrança de Ele ser Rei; incenso em lembrança de Ele ser Deus do céu e da terra; e mirra, em lembrança de Sua paixão.

    19 - “Ouro também como uma lembrança de Sua vitória sobre Satã e todos os nossos inimigos; incenso como uma lembrança de que Ele ressuscitará dos mortos, e será exaltado acima das coisas do céu e das coisas da terra, e mirra, em lembrança de que Ele beberá fel amargo; e sentirá as dores do inferno de Satã.”

    20 - “E agora, ó Seth, meu filho, vê, eu te revelei mistérios ocultos que Deus me havia revelado. Guarda meu mandamento para ti e para teu povo.”

    Capítulo 9

    1 - Quando Adão terminou sua ordem a Seth seus membros afrouxaram, suas mãos e pés perderam toda a força, sua boca emudeceu e sua língua cessou de falar de todo. Ele cerrou seus olhos e entregou o espírito.

    2 - Mas quando seus filhos viram que ele estava morto, jogaram-se sobre ele, homens e mulheres, velhos e jovens, chorando.

    3 - A morte de Adão ocorreu ao término de novecentos e trinta anos de sua vida sobre a terra; no décimo quinto dia de Barmude, após a contagem de uma etapa do sol, à nona hora.

    4 - Foi numa sexta-feira, no mesmo dia em que ele foi criado, e no qual descansou; e a hora em que morreu, era a mesma de quando saiu do jardim.

    5 - Então Seth o envolveu-o bem, embalsamou-o com muitas especiarias aromáticas de árvores sagradas e da Montanha Sagrada; e depositou seu corpo a leste, dentro da caverna, ao lado do incenso; colocou na sua frente uma lamparina permanentemente acesa.

    6 - Em seguida seus filhos puseram-se diante dele chorando e pranteando-o a noite inteira até o raiar do dia.

    7 - Em seguida Seth e seu filho Enós e Cainã, o filho de Enós, saíram e levaram boas oferendas para apresentar ao Senhor, e chegaram ao altar sobre o qual Adão oferecia presentes a Deus, quando ele o fazia.

    8 - Mas Eva lhes disse: “Esperai até que peçamos primeiro a Deus que aceite nossas oferendas, e guarde consigo a alma de Adão Seu servo, e que a leve para descansar”.

    9 - E todos puseram-se de pé oraram.

    Capítulo 10

    1 - E quando terminar sua oração, a Palavra de Deu veio e consolou-os pelo seu pai Adão.

    2 -Depois disso, ofereceram seus presentes por eles e por seu pai.

    3 - E quando terminara sua oferenda, a Palavra de Deu veio a Seth, o mais velho dentre eles, dizendo-lhe: “O Seth, Seth, Seth, três vezes”. Como Eu estive com teu pai, assim também estarei contigo, até o cumprimento da promessa que Eu lhe fiz, a teu pai, dizendo que Eu enviarei Minha Palavra e salvar-te-ei e à tua descendência.

    4 - “Mas, quanto a teu pai Adão, guarda os mandamentos que ele te deu; e afasta teus descendentes dos de Caim teu irmão.”

    5 - E Deus retirou Sua Palavra de Seth.

    6 - Então Seth, Eva e seus filhos desceram da montanha para a Caverna dos Tesouros.

    7 - Mas Adão foi o primeiro cuja alma morreu na terra do Éden, na Caverna dos Tesouros; pois ninguém morrera antes dele, apenas seu filho Abel, assassinado.

    8 - Então todos os filhos de Adão levantaram-se e prantearam seu pai Adão e fizeram oferendas por ele, durante cento e quarenta dias.

    Capítulo 11

    1 - Após a morte de Adão e de Eva, Seth separou seus filhos, e os filhos de seus filhos, dos filhos de Caim. Caim e seus descendentes desceram e habitaram a oeste, abaixo do lugar onde ele matara seu irmão Abel.

    2 - Mas Seth e seus filhos moravam ao norte, na Montanha da Caverna dos Tesouros, para ficarem próximos de seu pai Adão.

    3 - E Seth, o mais velho, grande e bom, de alma pura e de mente forte, liderava seu povo; e instruía-o em inocência,penitência e mansidão, e não permitia que nenhum dos seus descesse para junto dos filhos de Caim.

    4 - Mas por causa de sua pureza eles eram chamados “Filhos de Deus”, e estavam com Deus, no lugar das hostes de anjos caídos; pois continuaram louvando a Deus e cantando-Lhe salmos em sua caverna, a Caverna dos Tesouros.

    5 - Pois Seth punha-se em pé defronte ao corpo de seu pai Adão e de sua mãe Eva, e orava noite e dia, e pedia por misericórdia para si e seus filhos; e ao ter alguma dificuldade no lidar com um filho, Ele o aconselhava.

    6 - Mas Seth e seus filhos não gostavam do trabalho terreno, mas davam-se a coisas celestes; pois não tinham outros pensamentos a não ser louvores, doxologias e salmos a Deus.

    7 - Por isso eles sempre ouviam as vozes dos anjos, louvando e glorificando a Deus, vindas de dentro do jardim ou quando eram enviados por Deus numa missão ou quando subiam ao céu.

    8 - Pois Seth e seus filhos, em razão de sua pureza, ouviam e viam aqueles -anjos” Pois o jardim não estava muito acima deles, mas apenas a cerca de quinze cúbitos espirituais.

    9 - Agora, um cúbito espiritual equivale a três cúbitos humanos, ao todo quarenta e cinco cúbitos.

    10 - Seth e seus filhos habitavam na montanha abaixo do jardim; não semeavam nem colhiam; não manufaturava nenhum alimento para o corpo, nem mesmo trigo, mas tão-somente oferendas. Comiam os frutos das árvores carregadas que cresciam na montanha onde moravam.

    11 - Pois Seth frequentemente jejuava a cada quarenta dias, como também o faziam seus filhos mais velhos. Porque a família de Seth sentia o aroma das árvores do jardim, quando o vento de lá soprava.

    12 - Eles eram felizes, inocentes, sem sobressaltos, não havia inveja, nem más ações nem ódio entre eles. Não havia paixão animal; de nenhuma boca dentre eles saíam palavras deturpadas ou maldição; nem conselho mau nem mentira. Pois os homens daquele tempo nunca juravam, mas, sob circunstâncias difíceis, quando as pessoas precisam jurar, eles juravam pelo sangue de Abel o justo.

    13 - Mas eles confinavam seus filhos e suas mulheres todos os dias na caverna para jejuar e orar e adorar Deus o Altíssimo. Eles se abençoavam no corpo de seu pai Adão e ungiam-se com ele.

    14 - E assim fizeram até que o fim de Seth aproximou-se.

    Capítulo 12

    1 - Então Seth o justo chamou seu filho Enós e Cainã, filho de Enós, e Malaleel, filho de Cainã e disse-lhes:

    2 - “Como o meu fim está próximo, quero construir um telhado sobre o altar no qual oferecemos presentes”.

    3 - Eles obedeceram a sua ordem e saíram todos, tanto velhos quanto jovens, e trabalharam com persistência construíram um lindo telhado sobre o altar.

    4 - E a intenção de Seth, a fazer assim, era que a bênção vivesse sobre seus filhos na montanha; e que ele fizesse uma oferenda por eles antes de morrer.

    5 - Então, quando a construção do telhado estava pronta ordenou-lhes que fizessem oferendas. Eles trabalharam diligentemente nelas e trouxeram-nas a Seth seu pai que a levou e ofereceu-as sobre o altar; e pediu a Deus que aceitasse suas oferendas, que tivesse misericórdia pela alma de seus filhos, e que os protegesse das mãos de Satã.

    6 - E Deus aceitou sua oferenda e enviou Sua bênção sobre ele e sobre seus filhos. Então Deus fez uma promessa a Seth, dizendo: “Ao final dos grandes cinco dias e meio, acerca dos quais Eu fiz uma promessa a ti e a teu pai, enviarei Minha Palavra e salvar-te-ei à tua descendência”.

    7 - Então Seth e seus filhos e os filhos de seus filhos, reuniram-se e desceram do altar foram à Caverna dos Tesouro, onde oraram e abençoaram no corpo de nosso pai Adão ungiram-se com ele.

    8 - Mas Seth habitou a Caverna dos Tesouros por alguns dias e depois sofreu os sofrimentos da morte.

    9 - Então Enós, o primogênito, veio a ele, com Cainã, com Malaleel, o filho de Cainã, e Jared, filho de Malaleel, e Enoque, filho de Jared, com suas mulheres e filhos, para receberem as bênçãos de Seth.

    10 - Então Seth orou por eles e abençoou-os e conjurou-os pelo sangue de Abel o justo, dizendo: “Eu vos imploro, meus filhos, não deixeis que nenhum de vós desça desta Sagrada e pura Montanha”.

    11 - “Não façais camaradagem com os filhos de Caim o assassino e o pecador, que matou seu irmão; pois sabeis, ó meus filhos, que fugimos dele, e de todo o seu pecado, com toda nossa força, porque ele matou seu irmão Abel”.

    12 - Depois de dizer isto, Seth abençoou Enós, seu primogênito, e ordenou-lhe que mantivesse o hábito de ministrar na pureza diante do corpo de nosso pai Adão todos os dias de sua vida; e também de ir periodicamente ao altar que ele Seth construíra. E ordenou-lhe instruir seu povo em justiça, em discernimento e pureza todos os dias de sua vida.

    13 - Em seguida os membros de Seth afrouxaram; suas mãos e pés perderam toda a força, sua boca emudeceu e tomou-se incapaz de falar; e ele entregou o espírito e morreu um dia depois de completar novecentos e doze anos; ao vigésimo sétimo dia do mês Abib; tendo então Enoque vinte anos de idade.

    14 - Então eles enrolaram cuidadosamente o corpo de Seth, embalsamaram-no com ervas aromáticas e depositaram-no na Caverna dos Tesouros, à direita do corpo de nosso pai Adão, e prantearam-no durante quarenta dias. Ofereceram presentes por ele, como o fizeram por nosso pai Adão.

    15 - Depois da morte de Seth, Enós elevou-se à chefia de seu povo, a quem ele instruiu em justiça e discernimento, como seu pai lhe havia ordenado.

    16 - Mas na época em que Enós chegou aos oitocentos e vinte anos de idade, Caim tinha uma prole numerosa; pois eles casavam-se com frequência, dados que eram a prazeres animais; até que a terra abaixo da montanha estava cheia deles.

    Capítulo 13

    1 - Naqueles dias vivia Lamec o cego, que descendia dos filhos de Caim. Ele tinha um filho cujo nome era Atun, e ambos possuíam muito gado.

    2 - Mas Lamec tinha o hábito de enviá-lo para pastar por um jovem pastor, que cuidava dele; e que, ao voltar para casa à noite, chorava perante seu avó e perante seu pai Atun e sua mãe Hazina e dizia-lhes: “Quanto a mim, não posso pastorear este gado sozinho, com receio de que alguém me roube algum, ou me mate por causa dele”, Pois entre os filhos de Caim havia muito roubo, assassínio e pecado.

    3 - Então Lamec apiedou-se dele e disse: “Em verdade. sozinho ele pode ser dominado pelos homens deste lugar”.

    4 - Assim, Lamec ergueu-se, pegou um arco que guardava desde sua juventude, antes de se tornar cego, e pegou flechas grandes, pedras lisas, uma funda que possuía e foi ao campo com o jovem pastor e colocou-se na retaguarda do gado, enquanto o jovem pastor vigiava o gado, Lamec assim fez por muitos dias.

    5 - Entrementes, Caim, desde que Deus o renegara e o amaldiçoara com tremor e terror, não conseguia nem estabelecer-se nem encontrar repouso em lugar algum; mas vagueava de um lugar para outro.

    6 - Em suas andanças chegou até as mulheres de Lamec e perguntou-lhes acerca dele, Elas disseram-lhe: “Ele está no campo com o gado.

    7 - Então Caim foi à sua procura; e, ao chegar ao campo, o jovem pastor ouviu seu ruído e o gado arrebanhando-se para sair de sua frente.

    8 - Então ele disse a Lamec: “O meu senhor, acaso é uma fera selvagem ou um ladrão”?

    9 - E Lamec disse-lhe: “Faça-me entender para onde ele olha, quando se aproximar”.

    10 - Então Lamec curvou seu arco, colocou uma flecha nele e ajustou uma pedra na funda, e quando Caim saiu do campo aberto, o pastor disse a Lamec: “Atira, vê, ele está chegando”.

    11 - Então Lamec atirou em Caim com uma flecha e atingiu-o no lado. E Lamec golpeou-o com uma pedra de sua funda, que bateu em seu rosto e arrancou-lhe os olhos; então Caim caiu de uma vez e morreu.

    12 - Então Lamec e o jovem pastor foram até ele e encontraram-no prostrado no solo. É o jovem pastor disse-lhe: “Este é Caim, nosso avó, que tu mataste, ó meu senhor”!

    13 - Então Lamec penalizou-se com isto e, de amargura remorso, com suas mãos espalmadas golpeou a cabeça do jovem, que caiu como morto,Lamec pensou que fosse só um desmaio; por isso ele pegou um pedra e golpeou-o e esmagou sua cabeça até que ele morreu.

    Capítulo 14

    1 - Quando Enós completo novecentos anos de idade, todos os filhos de Seth e Cainã e o seu primogênito, com suas mulheres e filhos, reuniram-se a seu redor, pedindo-lhe uma bênção.

    2 - Ele então orou por eles abençoou-os, e conjurou-o pelo sangue de Abel o justo, dizendo-lhes: “Não permitais que nenhum de vosso filhos desça desta Montanha Sagrada, e não permitais que façam camaradagem com os filhos de Caim o assassino.

    3 - Em seguida Enós chamou seu filho Cainã e disse-lhe “Atenta, ó meu filho, e dedicaste de coração a teu povo instrui-o em justiça e em inocência; e põe-te ministrando defronte ao corpo de nosso pai Adão, todos os dias de tua vida’

    4 - Após isso, Enós entrou em repouso, com a idade de novecentos e oitenta e cincoanos; e Cainã enrolou-o e depositou-o na Caverna dos Tesouros à esquerda de seu pai Adão; e fez oferendas por ele, segundo o costume de seus ancestrais.

    Capítulo 15

    1 - Após a morte de Enós, Cainã se colocou na chefia de seu povo na justiça e inocência, como seu pai lhe ordenara; ele também continuou a ministrar perante o corpo de Adão, dentro da Caverna dos Tesouros.

    2 - Então, depois de viver novecentos e dez anos, acometeram-no o sofrimento e a doença. E, estando prestes a entrar em repouso, todos os chefes de família com suas mulheres e filhos vieram a ele, e ele abençoou-os e conjurou-os pelo sangue de Abel o justo, dizendo-lhes: “Não permitais que nenhum dentre vós desça desta Montanha Sagrada; e não faça camaradagem com os filhos de Caim, o assassino”.

    3 - Malaleel, seu primogênito, recebeu esta ordem de seu pai, que o abençoou e morreu.

    4 - Então Malaleel embalsamou-o com ervas aromáticas e depositou-o na Caverna dos Tesouros, com seus ancestrais; e todos fizeram oferendas por ele, segundo o costume de seus ancestrais.

    Capítulo 16

    1 - Então Malaleel chefiou seu povo e instruiu-o na justiça e inocência, e vigiou-o para que não se relacionasse com os filhos de Caim.

    2 - Ele também continuou na Caverna dos Tesouros, orando e ministrando perante o corpo de nosso pai Adão, pedindo a Deus misericórdia para si e para seu povo; até que completou oitocentos e setenta anos de idade, quando caiu doente.

    3 - Então todos os seus filhos reuniram-se a seu redor para vê-lo e pedir-lhe sua bênção a todos, antes que deixasse este mundo.

    4 - Então Malaleel ergueu-se e sentou-se no leito, com lágrimas rolando pelas faces, e chamou seu filho mais velho Jared, que veio até ele.

    5 - Ele então beijou sua face e disse-lhe: “Ah Jared, meu filho, conjuro-te, por Aquele que fez o céu e a terra, a vigiares teu povo e a provê-lo na justiça e na inocência; e conjuro-te a não permitires que nenhum deles desça desta Montanha Sagrada até os filhos de Caim, para que não pereçam com eles.

    6- “Ouve, ó meu filho, futuramente virá uma grande destruição sobre esta terra por causa deles; Deus ficará irado com o mundo e destrui-lo-á pelas águas.

    7 -“Mas eu também sei que teus filhos não te obedecerão, e que eles descerão desta montanha e relacionar-se-ão com os filhos de Caim, e que perecerão com eles”.

    8 - “Ah meu filho! ensina-os e vigia-os, para que nenhuma culpa te seja atribuída por causa deles”.
    .
    9 - Malaleel disse, ainda, a seu filho Jared: “Quando eu morrer embalsama meu corpo e deposita-o na Caverna dos Tesouros, ao lado dos corpos de meus ancestrais; em seguida põe-te perante meu corpo e ora a Deus; e cuida deles, e cumpre teu ministério perante eles, até tu mesmo entrares em repouso”.

    10 - Malaleel em seguida abençoou os seus filhos; e depois disso deitou-se em seu leito e entrou em repouso como seus ancestrais.

    11 - Mas quando Jared viu que seu pai Malaleel estava morto, chorou e entristeceu-se, e abraçou e beijou suas mãos e pés; e assim fizeram todos os seus filhos.

    12 - E seus filhos embalsamaram-no cuidadosamente e depositaram-no ao lado dos corpos de seus ancestrais. Em seguida ergueram-se e prantearam-no por quarenta dias.

    Capítulo 17

    1 - Então Jared seguiu a ordem de seu pai e ergueu-se como um leão sobre seu povo. Ele instruía-o em justiça e inocência, e ordenou-lhe que nada fizesse sem aconselhar-se com ele. Pois receava que pudesse ir ter com os filhos de Caim.

    2 - Por causa disso dava-lhes ordens repetidamente; e continuou a fazê-lo até o fim de quatrocentos e oitenta e cinco anos de idade.

    3 - Ao final desse período, aconteceu-lhe o seguinte sinal. Como Jared postava-se como um leão defronte aos corpos de seus ancestrais, orando e prevenindo seu povo, Satã invejou-o e forjou uma linda visão, porque Jared não permitia que seus filhos fizessem qualquer coisa sem a sua anuência.

    4 - Satã então apareceu-lhe com trinta homens da sua hoste, na forma de belos homens; sendo o próprio Satã o mais velho e o maior dentre eles, com uma bela barba.

    5 - Eles pararam à boca da caverna e chamaram por Jared, para que saísse a seu encontro.

    6 - Ele saiu a seu encontro e achou-os com a aparência de belos homens, cheios de luz e de grande beleza. Admirou sua beleza e sua aparência; e pensou consigo mesmo se eles poderiam ser filhos de Caim.

    7 - Ele também disse em seu coração: “Como os filhos de Caim não podem subir ao alto desta montanha, e nenhum deles é tão belo como estes parecem ser; e dentre estes homens não está nenhum da minha parentela, estes devem ser os estranhos”.

    8 - Então Jared e eles trocaram saudações e ele disse ao mais velho dentre eles: “O meu pai, explica-me a maravilha que há em ti, e dize-me quem são estes contigo; pois me parecem estranhos”.

    9 - Então o mais velho se pôs a chorar, e os outros choraram junto; e ele disse a Jared: “Eu sou Adão, a quem Deus criou primeiro, e este é Abel meu filho, que foi morto por seu irmão Caim, cujo coração Satã incitou que o matasse”.

    10 -“Depois, este é meu filho Seth, que eu pedi ao Senhor, que me deu para consolar-me no lugar de Abel”.

    11 - “Depois, este aqui é meu filho Enós, filho de Seth, e aquele outro é Cainã, filho de Enós, e aquele outro ainda é Malaleel, filho de Cainã, teu pai”.

    12 - Mas Jared continuou espantado com sua aparência, e com o que o mais velho lhe falava.

    13 - Então o mais velho disse-lhe: “Não estranhes, ó meu filho; nós vivemos na terra ao norte do jardim, a qual Deus criou antes do mundo. Ele não queria nos permitir viver lá, mas nos colocou dentro do jardim, abaixo do qual vós estais morando agora”.

    14 -“Mas depois que eu desobedeci Ele me fez sair de lá e deixou-me morar nesta caverna; grandes e dolorosos sofrimentos me aconteceram; e quando minha morte aproximou-se, eu ordenei a meu filho Seth que cuidasse bem de seu povo; e esta minha ordem deve ser passada de um para o outro, até o fim das gerações vindouras”.

    15 -“Mas, ó Jared, meu filho, nós vivemos em belas regiões, ao passo que vós viveis aqui na miséria, como este teu pai Malaleel me informou; contando-me que um grande dilúvio virá e destruirá a terra inteira”.

    16 - “Portanto, ó meu filho, receando por vós, levantei-me e levei meus filhos comigo, e vim até aqui para visitar-te e a teus filhos: mas eu te encontrei em pé nesta caverna, chorando, e teus filhos espalhados por esta montanha, no calor e na miséria”.

    17 -Mas, ó meu filho, ao nos perdermos ao caminharmos até aqui, encontramos outros homens abaixo desta montanha; que habitam um lindo país, cheio de árvores e de frutas, e de toda a espécie de vegetais; é como um jardim; de maneira que ao encontrá-los pensamos que éreis vós; até que teu pai Malaleel contou-me que eles não o eram.

    18 - “Agora, portanto, ó meu filho, ouve meu conselho e desce até eles, tu e teus filhos. Vós descansareis de todo esse sofrimento em que estais. Mas caso tu não queiras descer até eles, então levanta-te, toma teus filhos, e vem conosco ao nosso jardim; vós vivereis em nossa linda terra, e repousareis de toda esta aflição, que tu e teus filhos suportais agora.”

    19 - Jared, então, ao ouvir este discurso do mais velho, se surpreendeu e se pôs a andar de lá para cá, mas naquele momento não encontrou nenhum de seus filhos.

    20 - Então ele respondeu e disse ao mais velho: “Por que vos escondestes até hoje”?

    21 - E o mais velho retrucou: “Se teu pai não nos tivesse contado, nós não saberíamos”.

    22 - Então Jared tomou suas palavras como verdadeiras.

    23 - Assim, aquele mais velho disse a Jared: “Para que procuraste em tua volta”? E ele disse: “Eu estava procurando por um de meus filhos para contar-lhe que eu vou convosco, e para que eles desçam até aqueles de quem tu me falaste”.

    24 - Quando o mais velho ouviu a intenção de Jared, disse-lhe: “Deixa este propósito por ora e vem conosco; tu verás nosso país; caso a terra onde moramos te agradar, nós e tu retomaremos aqui e levaremos tua família conosco. Mas se o nosso país não te agradar, tu voltarás a teu próprio lugar”.

    25 - E o mais velho apressou Jared que fosse antes que um de seus filhos viesse e o aconselhasse a não fazê-lo.

    26 - Jared, então, saiu da caverna e foi com eles, e no meio deles. E eles consolaram-no até que chegaram ao topo da montanha dos filhos de Caim.

    27 - Então o mais velho disse a um de seus companheiros: “Nós esquecemos algo na entrada da caverna, e que é a vestimenta escolhida que trouxemos para vestir Jared”.

    28 - Ele então disse a um deles: “Alguém volte; e nós esperaremos aqui. Então vestiremos Jared e ele será como nós, bom, bonito e adequado para vir conosco para nosso país”.

    29 - Então aquele voltou.

    30 - Mas quando ele estava a uma curta distância, o mais velho chamou-o e disse-lhe: “Espera até que eu chegue e fale contigo”.

    31 - Então ele parou e o mais velho aproximou-se dele e disse-lhe: “Uma coisa esquecemos na caverna, é isto: apagar a lamparina que queima lá dentro, acima dos corpos que lá estão. Em seguida volta a nós, rápido”.

    32 - Aquele partiu e o mais velho voltou para junto de seus companheiros e de Jared. E eles desceram da montanha, e Jared com eles; e ficaram junto a uma fonte de água, próximo às casas dos filhos de Caim, e aguardaram o seu companheiro até que ele trouxesse a vestimenta para Jared.

    33 - Aquele, então, que voltara à caverna, apagou a lamparina e voltou para junto deles e trouxe uma ilusão consigo e mostrou-a a eles. E quando Jared a viu se admirou com sua beleza e graça, e alegrou-se em seu coração acreditando que era tudo verdadeiro.

    34 - Mas enquanto eles ali estavam três deles entraram nas casas dos filhos de Caim, e disseram-lhes: “Trazei-nos hoje algum alimento até a fonte de água, para nós e nossos companheiros comermos”.

    35 - Mas, ao verem-nos, os filhos de Caim surpreenderam-se com eles e pensaram: “Estes são bonitos de se olhar, e tais como nunca vimos antes”. Assim eles se levantaram e foram até a fonte de água, para ver seus companheiros.

    36 - Então os acharam tão bonitos, que se puseram a clamar alto pela vizinhança para que outros se juntassem e viessem ver aqueles belos seres. Então rodearam-lhes homens e mulheres.

    37 - Em seguida o mais velho disse-lhes: “Nós somos estrangeiros em vossa terra, trazei-nos alimento e bebida, vós e vossas mulheres, para refazermo-nos convosco”.

    38 - Quando aqueles homens ouviram essas palavras do mais velho, cada um dos filhos de Caim trouxe sua mulher, e outro trouxe sua filha, e assim, muitas mulheres vieram ter com eles; cada um dirigindo-se a Jared ou em favor de si mesmo ou de sua mulher; todos iguais.

    39 - Mas quando Jared viu o que eles faziam, até sua alma retraiu-se; ele nem queria provar do alimento ou da bebida deles.

    40 - O mais velho viu-o retrair-se deles e disse-lhe: “Não fiques triste; eu sou o grande chefe, assim como me verás fazer, faze-o tu da mesma maneira”.

    41 - Então ele estendeu suas mãos e tomou uma das mulheres, e cinco de seus companheiros fizeram o mesmo perante Jared, para que ele fizesse como eles.

    42 - Mas ao vê-los agindo com infâmia, Jared chorou e disse consigo mesmo: “Meus ancestrais nunca fizeram nada parecido”.

    43 - Ele então estendeu suas mãos e orou com coração ardente, e com muito lamento, e suplicou a Deus que o livrasse daquelas mãos.

    44 - Tão logo Jared começou a orar, o ancião fugiu com seus companheiros; pois eles não podiam permanecer num local de oração.

    45 - Em seguida Jared voltou-se, mas não os viu mais, porém achou-se no meio dos filhos de Caim.

    46 - Ele então chorou e disse: “Ó Deus não me destruais junto com esta raça, contra a qual meus ancestrais me preveniram; pois, ó meu Senhor Deus, pensei que aqueles que me apareceram eram meus ancestrais; mas agora descobri serem demônios que me iludiram com sua aparência bonita até eu acreditar neles”.

    47 - “Mas agora eu Vos peço, ó Deus, que me livreis desta raça, no meio da qual estou agora, como Vós me livrastes daqueles demônios. Enviai Vosso anjo para que me tire do meio deles; pois eu sozinho não tenho força para escapar-lhes.”

    48 - Quando Jared terminou sua oração, Deus enviou Seu anjo até o meio deles, que pegou Jared e colocou-o sobre a montanha, e indicou-lhe o caminho, aconselhou-o, e então o deixou.

    Capítulo 18

    1 - Os filhos de Jared tinham o costume de visitá-lo a toda hora para receber sua bênção e pedir seu conselho para tudo que fizessem; e quando ele tinha trabalho para fazer, eles faziam-no por ele.

    2 - Mas desta vez, ao entrarem na caverna, não encontraram Jared, mas encontraram a lamparina apagada e os corpos dos ancestrais revirados, e vozes saíam deles pelo poder de Deus, que diziam: “Satã enganou nosso filho numa visão, querendo destruí-lo como destruiu nosso filho Caim”.

    3 - Eles também disseram: “Senhor Deus do céu e da terra, libertai nosso filho da mão de Satã, que forjou uma visão grande e falsa diante ele”. Eles também falaram de outros assuntos, pelo poder de Deus.

    4 - Mas ao ouvirem essas vozes, os filhos de Jared amedrontaram-se e puseram-se a chorar pelo seu pai; pois não sabiam o que lhe havia acontecido.

    5 - E choraram por ele durante aquele dia até o pôr-do-sol.

    6 - Então Jared chegou com um semblante angustiado, miserável de espírito e de corpo, e lastimoso por ter estado longe dos corpos de seus ancestrais.

    7 - Mas, ao aproximar-se Jared da caverna, seus filhos viram-no, e acorreram, e penduraram-se no seu pescoço lamentando-se e dizendo-lhe: “ah pai, onde estiveste, e por que nos deixaste como não devias”? E mais: “ah pai, quando desapareceu a lamparina acima dos corpos de nossos antepassados apagou-se, os corpos foram revirados e vozes saíram deles”.

    8 - Quando Jared ouviu isto ficou penalizado e foi para dentro da caverna; e lá encontrou os corpos jogados pelo chão, a lamparina apagada e os próprios antepassados orando por sua libertação das mãos de Satã.

    9 - Então Jared caiu sobre os corpos e abraçou-os e disse: “ah meus antepassados, através de vossa intercessão que Deus me liberte das mãos de Satã! E suplico que peçais a Deus que me guarde e oculte-me dele até o dia de minha morte”.

    10 - Então todas as vozes calaram-se, salvo a voz de nosso pai Adão, que falou a seu companheiro, dizendo: “Ah Jared, meu filho, oferece presentes a Deus por ter-te libertado da mão de Satã; e quando trouxeres essas oferendas, oferece-as no altar no qual eu oferecia”. Além disso, cuidado com Satã; pois ele me enganou muitas vezes com suas visões, querendo destruir-me, mas Deus libertou-me de sua mão.

    11 - “Ordena a teu povo que esteja em guarda contra ele; e nunca pares de oferecer presentes a Deus.”

    12 - Então a voz de Adão também se calou; e Jared e seus filhos espantaram-se com isto. Em seguida colocaram os corpos como estavam antes; e Jared e seus filhos permaneceram orando durante aquela noite inteira, até o raiar do dia.

    13 - Então Jared preparou uma oferenda e ofereceu-a no altar, conforme Adão lhe ordenara. E enquanto subia ao altar, orava a Deus por misericórdia e perdão de seu pecado, por permitir que houvessem apagado a lamparina.

    14 - Então Deus apareceu a Jared no altar e abençoou-o e a seus filhos, e aceitou suas oferendas; e ordenou a Jared pegar do fogo sagrado do altar e com ele acender a lamparina que iluminava o corpo de Adão.

    Capítulo 19

    1 - Então Deus revelou-lhe novamente a promessa feita a Adão; explicaram-lhe os cinco mil e quinhentos anos, e revelou-lhe a mistério de Sua vinda à terra.

    2 - E Deus disse a Jared: “Quanto ao fogo que tu pegaste do altar para acender a lamparina, que permaneça junto a todos vós para iluminar os corpos; e que não saia da caverna, até que o corpo de Adão dela saia”.

    3 -“Mas, ó Jared, cuida do fogo, para que queime brilhante na lamparina; nem saias novamente da caverna, até receberes uma ordem através de uma visão, e não de uma ilusão, como a que viste”.

    4 - “Então ordena novamente a teu povo que não mantenha relacionamento com os filhos de Caim, e não aprenda seus costumes; pois Eu sou Deus que não ama o ódio nem ações perversas.”

    5 - Deus deu também muitos outros mandamentos a Jared e abençoou-o. Então retirou Sua Palavra dele.

    6 - Em seguida Jared aproximou-se de seus filhos, pegou um pouco de fogo e desceu à caverna, e acendeu a lamparina perante o corpo de Adão; e deu a seu povo os mandamentos conforme Deus lhe dissera.

    7 - Este sinal aconteceu a Jared no final dos seus quatrocentos e cinquenta anos; como aconteceram também muitas outras maravilhas, que não registramos. Mas registramos apenas este para sermos breves e não alongarmos nossa narrativa.

    8 - E Jared continuou a ensinar seus filhos por oitenta anos; mas depois disso eles começaram a desobedecer aos mandamentos que ele lhes dera, e a fazer muitas coisas sem seu consentimento. Eles começaram a descer da Montanha Sagrada, um após o outro, e a se misturar aos filhos de Caim, em camaradagem impura.

    9 - Agora, a razão pela qual os filhos de Jared desceram da Montanha Sagrada, é esta, que vos revelaremos em seguida.

    Capítulo 20

    1 - Depois de haver Caim descido à terra do solo escuro, e seus filhos ali multiplicado, existia um dentre eles, cujo nome era Genum, filho de Lamec o cego, que havia matado Caim.

    2 - Mas quanto a este Genum, Satã veio-lhe em sua infância; e ele fizera diversas trombetas e trompas, e instrumentos de corda, címbalos e saltérios, e liras e harpas e flautas; e tocava-os o tempo todo e a toda hora.

    3 - E ao tocá-los, Satã entrou neles, assim que deles ouviam-se belos e doces sons que arrebatavam o coração.

    4 - Então ele reunia grupos e mais grupos para tocá-los; e quando eles tocavam, agradavam muito aos filhos de Caim, que se inflamavam com o pecado entre si e ardiam como fogo, enquanto Satã inflamava seus corações, um para com o outro, e aumentava a paixão entre eles.

    5 - Satã também ensinou Genum a tirar do cereal uma bebida forte; e Genum usava-a para reunir grupos e mais grupos em casas de bebida; e colocava-lhes nas mãos toda espécie de frutas e flores; e eles bebiam juntos.

    6 - Assim, este Genum multiplicou o pecado excessivamente; além disso, agia com orgulho e ensinava os filhos de Caim a praticar toda sorte da mais grosseira maldade, que eles não conheciam; e conduziu-os às várias práticas que eles antes não conheciam.

    7 - Então, Satã, ao ver que eles cediam a Genum e obedeciam-lhe em tudo que ele lhes dizia, alegrou-se muitíssimo, aumentou o entendimento de Genum, até que ele pegou o ferro e com ele fez armas de guerra.

    8 - Então, quando eles se embebedavam, o ódio e o crime aumentavam entre eles; um homem usava violência contra o outro para ensinar-lhe o mal, tomando seus filhos e pervertendo-os, na sua frente.

    9 - E quando os homens viam que estavam vencidos, e viam outros que não tinham sido subjugados, aqueles que eram derrotados vinham Genum, refugiavam-se a selado, e ele fazia-os seus aliados seus.

    10 - Assim o pecado aumentou entre eles muitíssimo; a que um homem dava em casamento sua própria irmã ou filha ou mãe e outras; ou a filha da irmã de seu pai, de maneira que não havia mais distinção e parentesco, e eles não mais sabiam o que era iniquidade; mas agiam com maldade, e a terra ficou manchada pelo pecado; eles encolerizaram Deus o Juiz que os havia criado.

    11 - Mas Genum reunia grupos e mais grupos que tocava trombetas e todos os outros instrumentos já mencionados, ao sopé da Montanha Sagrada; eles faziam assim para que os filhos de Seth que estavam na Montanha Sagrada os ouvissem.

    12 - Mas quando os filhos de Seth ouviam o barulho, surpreendiam-se e vinham em grupo e ficavam parados no topo montanha para olhar para os de baixo; e assim fez durante um ano inteiro.

    13 - Quando, ao findar daquele ano, Genum viu que eles estavam sendo aos poucos conquistados para seu lado, Satã entrou nele e ensinou-lhe como fazer corantes em diversos padrões para vestimentas, e fez entender como tingir de vermelho e carmesim, de púrpuras e de outras mais.

    14 - E os filhos de Caim, que engendraram tudo isso, e brilhavam belos e paramentados esplendidamente, juntaram-no sopé da montanha, em esplendor, com trombetas e vestidos suntuosos, e corridas cavalos, cometendo todas as formas de abominações.

    15 - Enquanto os filhos de Seth, que estavam na Montanha Sagrada, oravam e louvavam a Deus no lugar das hostes de anjos que tinha caído; pelo que Deus os tinha chamado de “anjos”, porque Ele alegrava-se muito com eles.

    16 - Mas, após isso, eles não mais guardavam Seu mandamento nem acreditavam na promessa que Ele havia feito a seus antepassados, mas relaxaram-se no jejum e oração e no aconselhamento de Jared seu pai. E continuaram a se reunir no topo da montanha para olhar para os filhos de Caim, desde a manhã até o anoitecer, e para o que eles faziam, para os seus belos vestidos e ornamentos.

    17 - Então os filhos de Caim olharam para cima, lá de baixo, e viram os filhos de Seth, parados aos grupos no topo da montanha; e chamaram-nos para que descessem até eles.

    18 - Mas os filhos de Seth disseram-lhes de cima: “Não sabemos o caminho”. Então Genum, o filho de Lamec, ouviu-os dizer que não sabiam o caminho, e pôs-se a pensar consigo mesmo como trazê-los para baixo.

    19 - Então Satã apareceu-lhe durante a noite, dizendo: “Não há caminho para eles descerem da montanha onde moram; mas quando eles vierem amanhã, dize-lhes: ‘Vinde até o lado oeste da montanha; ali encontrareis o caminho de um riacho que desce até o sopé da montanha, entre duas colinas; descei por ali até nós”.

    20 - Então, quando raiou o dia, Genum soprou as trombetas e tocou os tambores sob a montanha, como costumava. Os filhos de Seth ouviram-no e vieram como de costume.

    21 - Então Genum disse-lhes de baixo: “Ide até o lado oeste da montanha, ali encontrareis o caminho para descer”.

    22 - Mas quando os filhos de Seth ouviram essas suas palavras, voltaram à caverna para Jared, para contar-lhe tudo o que tinham ouvido.

    23 - Então, ao ouvir isso, Jared entristeceu-se; pois sabia que eles desobedeceriam a seu conselho.

    24 - Após isso, uma centena de homens dentre os filhos de Seth reuniu-se e falou entre si: “Vamos, desçamos até os filhos de Caim e vejamos o que eles fazem e divirtamos-nos com eles”.

    25 - Mas quando Jared ouviu isso da centena de homens, até a sua alma comoveu-se e seu coração penalizou-se. Então ele ergueu-se com grande fervor e colocou-se no meio deles e adjurou-os pelo sangue de Abel o justo: “Que nenhum de vós desça desta montanha sagrada e pura, na qual nossos antepassados nos ordenaram morar”.

    26 - Mas quando Jared viu que eles não aceitaram suas palavras, disse-lhes: “O meus filhos bons e inocentes e santos, sabei que uma vez que descer desta montanha sagrada, Deus não vos permitirá a ela voltar novamente”.

    27 - Outra vez adjurou-os, dizendo: “Eu adjuro pela morte de nosso pai Adão e pelo sangue de Abel, de Seth, de Enós, de Cainã e de Malaleel, que me obedeçais e não desçais desta montanha sagrada; pois no momento em que a deixardes, sereis destituídos de vida e de misericórdia; e não sereis chamados de filhos de Deus, mas de filhos do demônio”‘.

    28 - Mas eles não queriam ouvir suas palavras.

    29 - Enoque já era adulto nesta época e, em seu zelo por Deus, levantou-se e disse: “Ouvi-me, ó vós, filhos de Seth, pequenos e grandes, ao desobedecerdes ao mandamento de nossos antepassados, e ao descerdes desta montanha sagrada, nunca mais subireis aqui”.

    30 - Mas eles se rebelaram contra Enoque e não quiseram ouvir suas palavras, mas desceram da Montanha Sagrada.

    31 - E quando olharam para as filhas de Caim, para seus belos corpos e para suas mãos e pés tingidos de cor, e para as tatuagens ornamentais nos seus rostos, o fogo do pecado acendeu-se neles.

    32 - Então Satã fez com que elas parecessem lindíssimas perante os filhos de Seth, e também fez com que os filhos de Seth parecessem belíssimos aos olhos das filhas de Caim, de maneira que as filhas de Caim desejassem como feras selvagens os filhos de Seth, e os filhos de Seth desejassem as filhas de Caim, até que cometeram abominações com elas.

    33 - Mas depois de assim caírem em degradação, eles voltaram ao caminho pelo qual haviam descido, e tentaram subir a Montanha Sagrada. Mas não conseguiram, pois as pedras daquela montanha sagrada tomaram-se fogo refulgindo diante deles, por isso eles não podiam mais subir.

    34 - E Deus encolerizou-se com eles e teve pena deles por que desceram da glória, e com isto perderam ou renunciaram à sua própria pureza ou inocência e decaíram na impureza no pecado.

    35 - Então Deus enviou Sua Palavra a Jared, dizendo: “Esses teus filhos, aos quais chamaste de Meus filhos, vê, eles desobedeceram ao Meu mandamento e desceram ao antro da perdição e do pecado. Envia um mensageiro àqueles que ficaram para que não desçam e se percam”.

    36 - Então Jared chorou perante o Senhor e pediu-lhe misericórdia e perdão. Pois preferia que sua alma abandonasse seu corpo, a ouvir essas palavras de Deus sobre a descida de seus filhos da Montanha Sagrada.

    37 - Mas ele seguiu a ordem de Deus e pregou-lhes que na descessem da montanha sagrada e que não mantivessem relacionamento com os filhos de Caim.

    38 - Mas eles não ouviram sua mensagem e não quiseram seguir seu conselho.

    Capítulo 21

    1 - Após isso, outro grupo reuniu-se e foi procurar por seus irmãos; mas todos pereceram como os outros. E assim foi, grupo após grupo, até que sobraram apenas uns poucos.

    2 - Então Jared caiu enfermo de pesar e sua enfermidade era tal que o dia de sua morte aproximou-se.

    3 - Então ele chamou Enoque, seu primogênito, e Matusalém, filho de Enoque, e Lamec, filho de Matusalém, e Noé, filho de Lamec.

    4 - E quando eles chegaram à sua presença, orou por eles e abençoou-os e disse-lhes: “Vós sois filhos justos, inocentes; não desçais desta Montanha Sagrada; pois vede, vossos filhos e os filhos de vossos filhos desceram desta Montanha Sagrada e dela se afastaram por seus desejos abomináveis e desobediência ao mandamento de Deus”.

    5 -“Mas eu sei, pelo poder de Deus, que Ele não vos deixará nesta Montanha Sagrada porque vossos filhos desobedeceram ao Seu mandamento e ao de nossos antepassados, que recebemos deles”.

    6 -“Mas, ó meus filhos, Deus nos conduzirá para uma terra estranha, e vós nunca mais tornareis a ver com vossos olhos este jardim e esta Montanha Sagrada”.

    7 - “Portanto, ó meus filhos, firmai vossos corações em vós mesmos e guardai o mandamento de Deus que está convosco. E quando partirdes desta Montanha Sagrada, para uma terra estranha que não conheceis, levai convosco o corpo de nosso pai Adão e com ele estes três presentes e oferendas preciosas. a saber, o ouro, o incenso e a mirra; e deposita-os no lugar onde o corpo de nosso pai Adão repousar”.

    8 - “E àquele de vós que restar, ó meus filhos, virá a Palavra de Deus, e quando ele partir desta terra deverá levar consigo o corpo de nosso pai Adão e deverá depositá-lo no centro da terra, o lugar no qual será engendrada a salvação”.

    9 - Então Noé disse-lhe: “Quem dentre nós é aquele que restará”?

    10 - E Jared respondeu: “Tu és aquele que restará. E tu deverás retirar o corpo de nosso pai Adão de dentro da caverna e colocá-lo contigo na arca quando o dilúvio chegar”. 

    11 - “E teu filho Sem, que sairá de teus quadris, é quem depositará o corpo de nosso pai no centro da Terra, no lugar de onde virá a salvação.”

    12 - Então Jared dirigiu-se a seu filho Enoque e disse-lhe: “Tu, meu filho, permanece nesta caverna e ministram com diligência ante o corpo de nosso pai Adão todos os dias de tua vida; e instrui teu povo em justiça e inocência”.

    13 - E Jared acabou de falar. Suas mãos afrouxaram-se. Seus olhos fecharam-se, e ele repousou como seus antepassados. Sua morte teve lugar quando Noé tinha trezentos e sessenta anos de idade, e quando ele próprio tinha novecentos e oitenta e nove anos de vida; no décimo segundo dia de Takhsas, numa sexta-feira.

    14 - Mas, ao morrer, lágrimas jorraram pelo rosto de Jared por causa de sua grande tristeza pelos filhos de Seth que caíram durante seus dias.

    15 - Então Enoque, Matusalém, Lamec e Noé, estes quatro, prantearam-no, embalsamaram-no cuidadosamente, e em seguida deitaram-no na Caverna dos Tesouros. Depois ergueram-se e prantearam-no ainda durante quarenta dias.

    16 - E quando esses dias de luto terminaram Enoque, Matusalém, Lamec e Noé permaneceram com a tristeza no coração, porque seu pai os deixara, e eles não mais o viam.

    Capítulo 22

    1 - Mas Enoque guardou o mandamento de Jared seu pai e continuou a ministrar na caverna.

    2 - E foi a esse Enoque que aconteceram muitas maravilhas, e que também escreveu um célebre livro; mas essas maravilhas não podem ser contadas aqui.

    3 - Então, após isso, os filhos de Seth desencaminharam-se e caíram, eles, seus filhos e suas esposas. E quando Enoque, Matusalém, Lamec e Noé os viram, seus corações sofreram por causa de sua queda na dúvida cheia de descrença; e eles choraram e buscaram a misericórdia de Deus, para que os protegesse e os retirasse desta geração má.

    4 - Enoque continuou a ministrar ante o Senhor por trezentos e oitenta e cinco anos, ao findar este período ele soube, pela graça de Deus, que Deus tencionava removê-lo da terra.

    5 - Ele então disse a seu filho: “O meu filho, eu sei que Deus tencionava trazer águas do dilúvio sobre a terra destruir nossa criação”.

    6 - “E vós sois os último governantes deste povo da montanha; pois eu sei que ninguém vos restará para gerar filhos nesta Montanha Sagrada e nenhum de vós governará os filhos de seu povo; nem restará um grupo grande de vós nesta montanha.”

    7 - Enoque também lhes disse: “Vigiai vossa alma mantende-vos em vosso temor a Deus e em vosso serviço a Ele e adorai-O em fé correta e servi-O com justiça, inocência discernimento, em penitência também em pureza”.

     8 - Quando Enoque terminou seus mandamentos a eles, Deus transportou-o da montanha para a região da vida, as moradas dos justos e dos escolhidos, à morada do Paraíso da alegria, na Luz que alcança céu, Luz que está além da Luz deste mundo; pois é a Luz de Deus que preenche o mundo inteiro, mas que nenhum lugar pode conter.

    9 - Portanto, porque Enoque estava na Luz de Deus, achou-se fora do alcance da morte; até que Deus decidisse fazê-lo morrer.


    10 - Ao todo, nenhum de nossos antepassados ou de seus filhos permaneceu naquela Montanha Sagrada, com exceção destes três, Matusalém, Lamec e Noé. Pois todos os outros desceram da montanha e caíram no pecado com os filhos de Caim. Portanto, foi-lhes aquela montanha, e nenhum permaneceu nela salvo aqueles três homens.