sexta-feira, 12 de março de 2010

O SACRAMENTO DA CONFISSÃO

Um dos cinco Mandamentos da Igreja é "confessar ao menos uma vez por ocasião da Páscoa do Senhor". Mas muitos católicos ainda por uma catequese mal formada não compreende bem o que são os Sacramentos. 
A palavra "sacramento" quer dizer algo sagrado, todos os 7 Sacramentos da Igreja foram instituídos por Jesus. E quais são eles?
  1. Batismo - Administrado pelo padre, diácono ou em alguns casos por qualquer cristão batizado e crismado.
  2. Eucaristia - Administrado pelo padre ou diácono.
  3. Crisma ou Confirmação - Somente administrado pelo bispo, ou em ocasiões especiais pelo padre "com" autoridade do bispo.
  4. Penitência ou Consissão - Administrado somente pelo padre e pelo o bispo.
  5. Unção dos Enfermos - Administrado somente pelo padre e pelo bispo.
  6. Ordem - Administrado somente pelo bispo, destinado somente aos diáconos que se ordenarão padres.
  7. Matrimônio - Administrado pelo padre, bispo e diácono.
Todo cristão católico tem o direito de receber os sacramentos,  nenhum cristão pode ficar sem eles, porque eles são "pontes" que nos levam até Deus e consequentemente para a salvação.
Sacramento é o sinal visível da ação do Espírito Santo, quando se recebe os Sacramentos, não é o padre quem adimistra em seu próprio nome mas é Jesus mesmo através do sacerdote que lhe oferece esta graça. Jesus deixou para a Igreja este meio principal que se ter a salvação, e essa é a chave para o Céu. Mas já que estamos no Tempo da Quaresma vamos meditar um pouco sobre o Sacramento da Confissão.

A primeira pergunta que fazemos é por que confessar? - Porque Jesus deixou bem claro quando deu esse Mandamento aos Apóstolos: "...Os pecados a quem perdoardes serão perdoados e os que retiverdes serão retido". Por isso não existe a confissão direta com Deus, como afirmam os protestantes. Esse Sacramento implica:
  1. Reconciliar o homem com Deus, através dos méritos da salvação de Cristo, Deus detesta o pecado mas ama o pecador.
  2. Aproximar a criatura do Criador.
  3. Quem confessa expõe seus pecados diante de Deus com uma sincera mudança de vida. 
  4. Por meio de Jesus e pela graça da redenção, obtêm-se o perdão dos pecados. 
  5. Consciência da condição de pecador.
  6. O confessante deve estar sinceramente arrependido para receber a absolvição.
  7. Quem faz a absolvição é o próprio Cristo através da pessoa do sacerdote.
  8. Propósito de emenda.
  9. Cumprir a penitência dada pelo sacerdote. 
  10. Deve ser feita com coração contrito e humilde. 
O QUE É O PECADO?

Pecado é tudo que nos afasta da graça de Deus, sobretudo o não cumprimento de sua vontade, dos Mandamentos da Lei de Deus e da Igreja.

QUAIS OS PECADOS QUE DEVO CONFESSAR? - Os pecados que ofendem a Lei de Deus e da Igreja. Blasfêmia, agressão moral e física contra o próximo, roubo, adultério, homicídio, contra a sexualidade, contra honra da família, calúnia, difamação, etc. São os que chamamos pecados graves, porque ofendem diretamente a Deus e sua Lei e a Igreja. Os pecados capitais: ódio, luxúria, avareza, gula, preguiça, falta de caridade.
Mas antes de confessar é bom pedir perdão a quem nos ofendeu, e também dar o perdão, nisto consiste a Oração do Pai-Nosso que Jesus nos ensinou. 
Pecados leves ou VENIAIS - raiva, discussão, etc. não é necessário ir até o confessionário, pois estes já se dá a absolvisão na celebração da Missa, no momento do Ato penitêncial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, em breve será respondido.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.