quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Uma amizade verdadeira e produnda com DEUS

Texto de Pe. Alírio José Pedrini, scj Revista Brasil Cristão nov/2010

Todos os seres humanos são criados à imagem e semelhança de Deus, para viver uma verdadeira e profunda amizade com Ele. Amizade essa cultivada, aprofundada e perenizada por meio  de um relacionamento amigável, diário, concreto e profundo. Esse é o sonho de Deus a respeito de toda humanidade. Porém é preciso dar atenção a duas palavras escritas acima: "amizade" e "relacionamento".  

Amizade. O Deus-Trindade quer ser o maior, o mais importante e o mais significativo amigo do ser humano. Aliás, Ele o é de fato! Nessa amizade, Ele quer estar tão perto, tão presente e tão comuncativo ao ser humano, a ponto de  este sentir-se muito amado e atraído por Ele, e desejoso de viver esta amizade com Deus. A descrição do Paraíso Terrestre é um símbolo daquilo que Deus quer com o ser humano: conviver de tal forma que a pessoa se sinta profundamente feliz pela amizade e comunicação com Deus.

A felicidade do Paraíso, na verdade é a felicidade do coração que encontrou Deus, criou uma amizade com Ele, e com Ele se comunica diariamente. O sonho de Deus é fazer o ser humano realmente feliz. Como o não consegue pelenamente aqui na terra, por causa do pecado, Ele mantém o sonho de dar-lhe o Céu. E o que é o céu, senão a felicidade plena, imperdível, perpétua, causada pela amizade e pela presença definitiva com Deus?

Relacionamento. Uma amizade é criada por uma primeiro encontro e relacionamento. Ela cresce, se aprofunda, mantém-se viva e se desenvolve sempre mais, por meio do relacionamento, ou seja, das costantes comunicações de toda sorte entre os amigos. Os amigos gostam de se relacionar. Aliás, precisam. Caso contrário a amizade tende a enfraquecer. Até mesmo entre marido e mulher, é o relacionamento muito bem conduzido que mantém acesso vivo, agradável e operante, o amor matrimonial.

O relacionamento com Deus acontece toda vez que o ser humano realiza algum ato ou culto religioso: uma oração escrita, uma oração espontânea, um culto  celebrado, uma comtemplação, uma meditação da Palavra de Deus, uma celebração de um sacramento, uma Santa Missa bem participada. Aliás essa  é a forma de culto mais perfeita, completa e rica que existe na fé católica. Portanto o relacionamento constante e criativo com Deus é imprescindível para que a amizade entre ambos se fortaleça sempre mais, e Deus possa fazer o ser humano mais feliz.

AMIZADE E SANTIDADE

Por meio da amizade e do relacionamento com o Deus vivo, o ser humano descobre progressivamente quão drande é o amor d'Ele, quão operante é esse amor e como sempre esteve presente em sua vida, desde a concepção. Por esta descoberta e constatação o ser humano se sente amado,motiva-se ára amá-lo, sente-se amado por Deus, e neste jogo de amor com Ele, cresce a amizade e se dinamiza o relacionamento.

O ser humano vai descobrindo as belezas de Deus; encanta-se sempre mais com Ele. Descobre e vivencia atributos, as  qualidades e as virtudes divinas. E o coração humano canta com alegria indivisível: quão grande és tu, meu Deus! Quão amoroso! Quão poderoso! Quão misericordioso! Quão surpreendente és tu, meu Deus!
O coração humano descobre que Deus só quer o seu bem. E o bem mais perfeito. Por isso descobre progressivamente que a sua palavra bíblica, seus mandamentos, seus conselhos, suas orientações, suas chamadas de atenção são todas unicamente para o bem dele. Então o coração humano, cativado por Deus, adere sempre mais a Ele, acolhe a vivencia  com sinceridade  e profundidade crescente as orientações divinas, e passa a vivê-las  no dia a dia em sua vida. Vive-as com amor e por amor. Vive-as como melhor caminho  em sua vida pessoal, familiar, profissional e social. Esse coração passa  amoldar-se  voluntaria e empenhativamente aos ensinamentos divinos. E Deus, com sua presença e suas graças, auxilia-o a conseguir amoldar-se a eles. Assim, vai se formando o Santo...           

"O SANTO TRABALHA SEM CANSAÇOS PARA PURIFICAR SEMPRE MAIS SEU CORAÇÃO DE TODO PECADO, PARA TORNÁ-LO SEMPRE MAIS SENSÍVEL AO AMOR DE DEUS."

SANTIDADE

Santo é todo aquele qie mantém uma profunda amizade com Deus, alimentada por constantes relacionamentos de amor., cuja vida é vivida porofundamente conforme os ensinamentos divinos, tanto na vida pessoal, como matrimonial, familiar, profissional, eclesial e social.
Por ser vivida segundo os ensinamentos divinos, a vida do santo afasta-se sempre mais  de todo pecado, sente horror a ele, pois ofende o Deus amado , quabra a amizade com Ele e faz desaparecer a paz interior gerada pela presença divina. O santo trabalha sem cansaços  para purificar sempre mais o seu coração de todo pecado, para torná-lo sempre mais sensível ao amor de Deus.  Ao mesmo tempo, o santo se empenha com o mesmo afinco para embelezar seu coração com as virtudes teológicas, cristãs e humanas.

Enquanto o santo se empenha por erradicar todo pecado e revestir-se das virtudes, Deus pela ação do Espírito Santo, o auxilia poderosamente nessas tarefas, e mais do que isto, desenvolve nele os sete dons infusos (Is11,2,) desabrocha nele os frutos da santidade (Gl5,22) e lçhe concede os carismas para realizar suas obras em favor dos irmãos.   

A santidade deveria ser um estado de vida normal a todo batizado na Trindade, ou seja, a todo aquele que é mergulhado pelo sacramento do Batismo no amor criador do Pai, no amor salvador do Filho e no amor santificador do Espírito Santo. Viver em "estado de graça divina", isto é, viver uma natural amizade com a Trindade, deveria ser comum e natural a todo batizado. Tenho usado o verbo no tempo "condicional": deveria... Pois infelizmente grande parte dos batizados não vive em santidade, não vive em estado de graça com o divino. Volto a dizer: viver em estado de graça deveria ser normal a todo batizado.
São Paulo, em suas cartas dirigidas às comunidades cristãs, cha muitíssimas vezes os cristãos batizados de "santos". Basta conferir.

CHAMADOS À SANTIDADE


Todos os seres humanos são criados à imagem e semelhança de Deus. Somos todos chamados ao Batismo para sermos adotados como filhos de Deus. Somos todos chamdos à salvação na vida presente para a vida eterna.
Pela participação na paixão, morte e ressurreição de Jesus. Somos todos chamados à santidade para vivermos santamente nesta vida, e depois da morte participarmos da glória de Deus no Céu. Esse é o "caminho normal" indicado por Deus Pai, mediante Jesus Cristo, na ação do Espírito Santo. Para todos aqueles que não chegam a conhecer esse "caminho" de salvação e santidade, por certo Deus tem outros "atalhos" para salvar e santificar multidões.

A vida de santidade é um chamado para todos, em quelquer estado de vida. Os bispos, os padres, os religiosos, os consagrados e nós, somos todos chamados a viver em santidade em seu estado de vida e na sua missão. Os casados são chamados a viver em santidade no matrimônio e na vida familiar. Os viúvos os separados, os divorciados, são todos chamados a viver em santidade nessa sua realidade de vida.

Os noivos e namorados, também são chamados a viver este estado de vida de forma santa e impecável, para poderem formar uma família santa. Os jovens e adolescentes são igualmente chamados a viver uma vida santa, quer pessoal, quer familiar, quer nos estudos, no trabalho e na vida social.
Todos esses apontados acima são chamados a viver e testemunhar sua vida de santidade em sua profissão, em seus negócios, em sua vida social, em todo lugar.

Uma profunda amizade com Deus, cultivada por relacionamentos religiosos diários, pautuando o modo de viver, de pensar, de querer e de agir, segundo os ensinamentosdivinos, leva a erradicar todo pecado e a buscar a beleza das virtudes. Eis o "estado de graça santificante"! eis a santidade!           

       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, em breve será respondido.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.